Apesar de todos os sinais, Wall Street fecha em alta

Os principais índices norte-americanos atingiram novos máximos esta quinta-feira, alimentadas pelo otimismo crescente de que os estímulos à economia serão fechados em breve.

Os negociadores do Congresso dos Estados Unidos estão prestes a fechar um projeto de lei de ajuda ao combate à covid-19 que pode chegar aos 900 mil milhões de dólares. Os progressos nas negociações foram suficientes para ofuscou as preocupações sobre o impacto económico da pandemia e mesmo sobre os pedidos de subsídios de desemprego semanais – que atingiram nova alta em três meses. Os dados conhecidos esta quinta-feira sobre o comércio interno nos Estados Unidos também não foram animadores.

O Dow Jones Industrial Average subiu 122,74 pontos, ou 0,41%, para 30.277,28 pontos; o S&P 500 ganhou 17,26 pontos, ou 0,47%, para 3.718,43 pontos; e o Nasdaq Composite somou mais 76,20 pontos, ou 0,6%, para 12.734,39 pontos.

“Wall Street está completamente focada nas negociações dos estímulo e ignorou a deterioração dos dados económicos dos Estados UNidos”, disse Edward Moya, analista da consultora OANDA, citado pela agência Reuters.

O presidente da Federal Reserve, Jerome Powell, prometeu continuar a injetar dinheiro nos mercados até que a recuperação económica esteja assegurada, o que também contribuiu para o bom clima no mercado de capitais. Mas o mercado ficou desapontado por o FED não ter estendido o programa de compra mais profundamente.

Os analistas estão agora interessados em saber quantos dias mais o mercado vai continuar à espera das boas notícias que hão de sair do Congresso – onde há meses democratas e republicanos não conseguem entender-se sobre o montante de um novo pacote de estímulos à economia.

Por uma razão que os analistas começam a entender mal, o mercado continua focado na questão dos estímulos, não dando qualquer importância a outros sinais. Nomeadamente no que tem a ver com o descontrolo da pandemia e com o aumento do número de desempregados. Este divórcio entre o interior das salas de negociação e a realidade fora delas é costumeiro.

Recomendadas

IGCP recompra 1,4 mil milhões de euros em obrigações com maturidade em 2023 e 2024

O IGCP, segundo dados da Bloomberg, citados pela Lusa, recomprou 250 milhões de euros nas obrigações com maturidade em outubro de 2023 e 1,15 mil milhões de euros nos títulos com maturidade em fevereiro de 2024.

Taxas médias das Euribor sobem em novembro, mas menos do que em outubro

Além de uma desaceleração face a outubro, as taxas médias da Euribor subiram mais acentuadamente nos prazos mais curtos do que nos mais longos, já que cresceram 0,397 pontos a três meses, 0,324 pontos a seis meses e 0,199 pontos a 12 meses.

PSI no ‘verde’ no início da sessão em linha com praças europeias

No mercado petrolífero, o brent sobe 0,80% para 84,92 dólares e o crude avança 0,72% para 78,76 dólares.
Comentários