Apoio telefónico do SNS para idosos retoma serviços a partir desta segunda feira

Idosos com 75 anos ou mais, nas áreas de Porto e Torres Vedras começam hoje a ser contactados pela linha SNS 24. Prevê-se que este serviço consiga alcançar cerca de 17 mil pessoas.

A linha sénior, apoio telefónico prestado a pessoas com 75 ou mais anos pelo centro de contacto do Serviço Nacional de Saúde (SNS 24), vai retomar os serviços a partir desta segunda feira, 17 de dezembro, informa o ”Jornal de Notícias”.

Numa primeira fase, o serviço vai abranger a população vulnerável com 75 anos ou mais, inscrita em dois agrupamentos de centros de saúde (ACES): Porto Ocidental e Oeste Sul (Torres Vedras) e vai alcançar cerca de 17 mil pessoas com serviço móvel ou fixo.

Os idosos serão contactados semanalmente por telefone, onde serão dadas informações sobre cuidados gerais como as precauções a ter no inverno, e especificas de acordo com as necessidades de cada um. i

Num período mais avançado, prevê-se que se consiga acompanhar 65 mil cidadãos nestas condições.

 

Relacionadas

SNS 24 volta em dezembro e vai contactar 65 mil idosos

Serviço é dirigido a pessoas com 75 e mais anos em situação de vulnerabilidade. Projeto arranca já em dezembro em dois agrupamentos de centros de saúde.

Técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica voltam à greve e concentrações

A greve afetará praticamente todos os serviços de saúde, com especial incidência nos blocos operatórios, altas e internamentos hospitalares, diagnósticos diferenciados em todas as áreas de intervenção clínica, planos terapêuticos em curso, distribuição de medicamentos e prevenção em saúde, referem em comunicado os sindicatos que promovem o protesto.

Estão a ser cancelados administrativamente doentes em espera para cirurgia no SNS, alerta Sindicato dos Médicos

Quando termina o tempo máximo que o hospital tem para operar o utente, o doente tem direito a ir fazer a sua operação noutro hospital privado com convenção com o SNS e receber um vale-cirurgia. Mas se este não for utilizado dentro do prazo e o doente não comunicar o porquê, o seu registo no hospital de origem é cancelado.
Recomendadas

Diretor da urgência do Santa Maria alerta para falhas no encaminhamento de doentes

O diretor do serviço de urgências do Hospital de Santa Maria alertou hoje para falhas na rede de referenciação dos serviços de urgência, que encaminham demasiados doentes para aquele serviço quando há alternativas, agravando a pressão sentida.
médicos

1,4 milhões de portugueses não têm médico de família

Este valor corresponde sensivelmente a um sétimo do total de pessoas inscritas no Serviço Nacional de Saúde (SNS), segundo o jornal “Público”.

SNS24 atendeu em novembro 194 mil chamadas e encaminhou 56 mil doentes para urgências

Apesar deste aumento de chamadas para o Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde (808 24 24 24), estes números ainda estão abaixo dos picos do período pandémico, referem os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) numa resposta enviada à Lusa.
Comentários