App de pagamentos e cartões virtuais Lydia dá descontos e cashback nas plataformas da Bolt

Os utilizadores da Lydia têm dois descontos na Bolt: para fazerem viagens em TVDE ou pedir refeições pela Bolt Food.

A mais recente app bancária a chegar a Portugal, a Lydia, fez uma parceria com a Bolt para dar descontos em viagens e entregas de refeições.

Os utilizadores da app de pagamentos e cartões virtuais Lydia (semelhante à N26 e Revolut) vão passar a ter dois descontos sempre que usarem a Bolt para fazerem viagens em TVDE ou pedir refeições pela Bolt Food.

Para isso, é preciso adicionar a Lydia como método de pagamento nas duas apps: pode fazer isto na opção ‘Adicionar cartão bancário’ do menu ‘Pagamento’ das duas apps. Aqui, tem de adicionar os dados de um cartão virtual que tenha criado na Lydia.

Na Bolt e na Bolt Food, todos os utilizadores que paguem viagens TVDE e façam a encomenda de refeições com cartões da app Lydia têm direito a receber 10% do valor, ou seja, em formato cashback. O dinheiro será devolvido «no prazo de um dia útil».

Na Bolt Food, a Lydia está ainda a oferecer a taxa de entrega, se o restaurante ficar num raio de 4 km: aqui é preciso usar o código LYDIA10; já na app de TVDE, o mesmo código dá cinco euros para gastar na primeira viagem.

PCGuia
Recomendadas

Comissão Europeia diz que Portugal é “moderadamente inovador”

O país encontra-se no grupo dos países moderadamente inovadores, passando da 19ª para a 17ª posição entre os 27 Estados-Membros, segundo os dados da Comissão Europeia tornados públicos pela ANI (Agência Nacional de Inovação).

Dona da Betano celebra primeiro ano da TechHub de Lisboa com reforço das equipas

O Tech Hub da Kaizen Gaming em Lisboa já emprega trinta pessoas e o objetivo passa por continuar a crescer no mercado português. Nesse sentido, serão abertas vagas para diversas funções.

PremiumFintech House muda de sede para duplicar número de startups

‘Joint venture’ da associação Portugal Fintech e da rede de espaços de trabalhos partilhados Sitio investiu perto de um milhão de euros na mudança do edíficio na Praça da Alegria para o da Avenida Duque de Loulé, com dez pisos e mais de 2 mil metros quadrados.
Comentários