Apple abre “campus” em Silicon Valley

A tecnológica Apple planeia ampliar a sua presença em Silicon Valley e fechou um contrato de aluguer para um grande “campus” empresarial em Sunnyvale (Califórnia), perto da sua sede (que também está a ser ampliada), onde poderá alojar cerca de 3 mil funcionários, de acordo com a imprensa local. O complexo em Sunnyvale incluirá, de […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A tecnológica Apple planeia ampliar a sua presença em Silicon Valley e fechou um contrato de aluguer para um grande “campus” empresarial em Sunnyvale (Califórnia), perto da sua sede (que também está a ser ampliada), onde poderá alojar cerca de 3 mil funcionários, de acordo com a imprensa local.

O complexo em Sunnyvale incluirá, de acordo com os planos aprovados, três edifícios principais em forma circular e grandes janelas conectadas entre si, com um grande pátio a meio e muitas zonas verdes.

O acordo reflete a enorme expansão da Apple, que está a construir já um segundo edifício muito próximo da sua sede central em Cupertino. O edifício, com forma de nave espacial, poderá alojar cerca de 1300 funcionários e deverá estar pronto em 2016.

OJE

 

Recomendadas

EDP procura startups mais inovadoras na área da energia

Elétrica lança a 7ª edição do Free Electrons em busca de startups inovadoras. Candidaturas decorrem até 28 de janeiro.

Mitos que bloqueiam progressão feminina e dificultam diversidade de género nas empresas

Relatório da Mazars e Gender Balance Observatory desmistifica mitos em contexto laboral, entre os quais a falta de ambição e a aversão ao risco entre as mulheres, a questão da maternidade ou das quotas e a meritocracia.

Mercado automóvel cresce 1,8% entre janeiro e novembro, mas muito longe dos números pré-pandemia

Dados da ACAP revelam que em termos globais, o mercado automóvel regista um crescimento de 1,8% entre janeiro a novembro de 2022, face a igual período do ano anterior. De referir que 11,1% dos veículos ligeiros de passageiros novos são elétricos (BEV).