Apple é a marca mais valiosa do mundo

As cem melhores marcas do mundo aumentaram 7,1% de forma global, alcançando 1,52 mil milhões de euros segundo a lista da consultora Interbrand. Pelo terceiro ano consecutivo, a Apple líder ao ranking Best Global Brands 2015 e destaca-se entre as marcas com maior taxa de sucesso quando se trata de construir e valorizar experiências. A […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

As cem melhores marcas do mundo aumentaram 7,1% de forma global, alcançando 1,52 mil milhões de euros segundo a lista da consultora Interbrand.

Pelo terceiro ano consecutivo, a Apple líder ao ranking Best Global Brands 2015 e destaca-se entre as marcas com maior taxa de sucesso quando se trata de construir e valorizar experiências. A marca do fabricante do iPhone e do iPad está valorizada em 152 milhões de euros, mais 43% do que na edição anterior.

Após a Apple, a Google repete o segundo lugar (com uma valorização de 12% e um valor atualizado de 120 milhões de euros) numa classificação onde o setor tecnológico, com treze empresas, é superado por marcas do setor automóvel (com quinze empresas), batendo um recorde ao representar 33,5% do valor total do ranking.

De facto, a indústria tecnológica é a que mais aumenta o seu valor. Neste sentido, a marca Facebook, na posição 23 da lista, cresce cerca de 54% até 22 milhões de dólares. A Amazon, na posição nº 10, vale 37,9 milhões, mais 29%.

As marcas que mais perdem são a Gucci, Caterpillar e Shell. A marca de luxo italiana baixa do número 41 para o posto 50 e desvaloriza 14% do seu valor. A Caterpillar perde nove posições e baixa para número 72 e o seu valor de marca é reduzido 12%, tal como a petrolífera Shell que cai para o lugar 78.

Entre as principais empresas que se juntam a esta lista estão a Lego (82º), PayPal (97º), Mini (98º) e Möet & Chandon (nº 99).

No setor automóvel, a Nissan é a marca mais valorizada, mais 19% e no lugar 49, seguida da Toyota, BMW e Mercedes Benz.

OJE

Recomendadas

Bruxelas pede mais informação sobre fundos atribuídos a empresas de marido de ministra

Em resposta a uma questão do eurodeputado e líder do CDS, Nuno Melo, enviada ao executivo comunitário em 28 de setembro, a comissária europeia para a Coesão, Elisa Ferreira, adianta que “foram solicitadas ao Estado-membro em questão informações adicionais sobre o caso a que o Senhor Deputado se refere, para que a Comissão possa continuar a tratar do assunto”.

Ucrânia: Cruz Vermelha teve acesso aos prisioneiros de guerra ucranianos e russos

“Na semana passada, o CICV efetuou uma visita de dois dias aos prisioneiros de guerra ucranianos. Outra visita está a decorrer esta semana”, refere o Comité Internacional da Cruz Vermelha numa declaração feita esta quinta-feira.

Irão: Regime anuncia primeira execução de prisioneiro detido nos protestos

A agência de notícias Mizan, detida pelo sistema judicial do Irão, avançou a execução de Mohsen Shekari, acusado de bloquear uma rua e ferir um militante islâmico com uma catana na capital, Teerão.