Apple quer produzir o seu próprio carro a partir de 2024

A gigante tecnológica pretende recuperar o projeto ‘Titan’ que teve início em 2014, mas que devido a vários contratempos nunca arrancou.

Flickr

A Apple tem o objetivo de fabricar o seu primeiro carro de passageiros com base na sua tecnologia até 2024. Segundo conta a agência “Reuters” esta terça-feira, 22 de dezembro, ainda existem muitas incógnitas em redor deste projeto confirmado por Tim Cook, CEO da Apple, há três anos, quando revelou que a empresa estava a trabalhar no desenvolvimento de um sistema de direção autónomo.

De acordo com fontes próximas, a empresa pretende recuperar o projeto designado como Titan’, que teve início marcado para 2014, mas que devido a vários contratempos nunca arrancou. Em 2019, a Apple reduziu a equipa de mil profissionais que trabalhavam no desenvolvimento em mais de 200 pessoas.

A “Reuters” assegura que a Apple vai procurar um sócio para se responsabilizar pela fabricação do veículo, indicando que num passado recente existiram conversações com a Magna International. Em 2018, o “New York Times” afirmou que a Apple tinha chegado a um acordo com a Volkswagen. A pandemia também pode afetar a programação da Apple e atrasar os planos de iniciar a produção até 2025.

Um elemento central da nova fase em que o projeto entrou é um novo desenho de bateria que poderá reduzir “radicalmente” o custo e aumentar a autonomia do veículo. Segundo a “Reuters”, a Apple projetou uma bateria de célula única baseada em fosfato de ferro-lítio, mais segura do que as baterias de íon-lítio e com maior autonomia.

Recomendadas

Receitas das estações de serviço na Ibéria cresceram 29% em 2021 devido à subida dos preços

De acordo com a análise que a Informa D&B realizou a este setor, em 2021 o mercado ibérico registou um aumento significativo de 10,6% face a 2020 no volume das vendas de gasolina e gasóleo, que corresponde a 38,30 milhões de toneladas de combustível.

Dona da Betano celebra primeiro ano da TechHub de Lisboa com reforço das equipas

O Tech Hub da Kaizen Gaming em Lisboa já emprega trinta pessoas e o objetivo passa por continuar a crescer no mercado português. Nesse sentido, serão abertas vagas para diversas funções.

PremiumFintech House muda de sede para duplicar número de startups

‘Joint venture’ da associação Portugal Fintech e da rede de espaços de trabalhos partilhados Sitio investiu perto de um milhão de euros na mudança do edíficio na Praça da Alegria para o da Avenida Duque de Loulé, com dez pisos e mais de 2 mil metros quadrados.
Comentários