Aproveite o confinamento para apostar na sua formação

No mercado há mais de 25 anos, a Master.D é a referência nacional no ensino à distância. Saiba tudo o que pode aproveitar para tornar um contexto de crise numa oportunidade de crescimento pessoal e profissional.

 

Não restam dúvidas de que a aposta na formação pessoal e profissional é a chave para o sucesso. A formação contínua (ao longo da vida) é um investimento com enorme retorno e, muitos acreditam, a solução para a escassez de especificações profissionais e exigências do momento.

Contudo, num contexto de pandemia mundial, muitos negócios e instituições de ensino e formação profissional esforçam-se para adaptar e reinventar os seus métodos e processos de forma a melhor servir os alunos e parceiros. Ainda assim, é necessário olhar para o momento de crise e procurar uma oportunidade de crescimento e evolução — como aqueles que a Master.D lhe pode proporcionar.

A Master.D é a referência nacional no ensino à distância (e-learning) e semi-presencial (b-learning). Há mais de 25 anos no mercado, já dispõe de mais de 30 cursos certificados em diversas áreas de formação.

Atualmente, a Master.D tem apostado nos cursos à distância para que cada vez mais pessoas possam realizar as suas formações de forma segura e confortável e para que as mesmas não sejam afetadas pelas regras de confinamento e segurança, que variam um pouco de norte a sul do país.

A digitalização da formação profissional pode ser o futuro. É certamente o modelo que a Master.D tem apostado. Aqui, num autêntico Campus Virtual, é dada aos formandos a possibilidade de assistir a webinares, realizar exercícios e até conversas com o seu e-tutor. Além disso, e principalmente, é possível efetuar candidaturas a estágios e empregos.

Após o fim da formação, o formando pode contactar o Serviço de Inserção Laboral da Master.D (SIL), um departamento que os ajuda através de bolsas de estágio e bolsas de emprego, serviços que permitem o encaminhamento dos currículos e portfólios destes formandos para empresas em busca de novos colaboradores.

Também as empresas podem anunciar vagas de trabalho junto da Master.D, que desta forma presta apoio no processo de candidatura.

Com quatro Centros Formativos físicos em Lisboa, Porto, Coimbra e Faro, a Master.D assegura assim a prestação dos seus serviços de forma universal, consistente e acessível a qualquer zona do país.

Se está interessado em realizar algum dos muitos cursos disponíveis, talvez lhe interesse visitar o YouTube da Master.D, onde pode assistir a Masterclasses, conhecer as opiniões de antigos formandos, ficar a par de eventos e usufruir de muitos outros conteúdos.

“Foi a melhor opção/decisão que tomei e saio daqui com um excelente conhecimento e preparada para o mercado de trabalho. Irei recomendar este centro de formação a todas as pessoas que não têm a possibilidade de tirar um curso numa área ao seu gosto.” — Maria Pais

O objetivo da Master.D é simples: ajudar o maior número possível de pessoas a alcançar as suas metas, através de produtos e serviços de comprovada qualidade.

 

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a Master.D.

Recomendadas

Aeroporto de Lisboa: “Senhores políticos, simplesmente deixem que as obras avancem”, pede líder da APAVT

Pedro Costa Pereira, presidente da Associação Portuguesa da Agências de Viagens e Turismo deixou o apelo na abertura do congresso. “Não evitarão a vergonha, que se colou a todos os que contribuíram para a atual situação, mas pelo menos mitigarão as consequências deste processo tão trágico como ridículo”, afirmou.

Turismo. Programa Apoiar será reforçado com 70 milhões de euros a partir de 1 janeiro

A informação foi anunciada pelo novo secretário de Estado do Turismo, Nuno Fazenda, durante o 47.º Congresso da APAVT, no qual deu ainda conta de uma linha de 30 milhões de euros para dar resposta às microempresas para se financiarem no Turismo de Portugal.

Tesla corta turnos na fábrica de Xangai

A entrada das novas contratações da fabricante automóvel para esta unidade de produção na China também foi adiada, segundo a Bloomberg.
Comentários