“Aqueles que podem gastar são bem-vindos”. Butão reabre ao turismo em setembro

Os turistas terão de pagar uma “taxa de desenvolvimento sustentável” de 200 dólares por turista por noite para compensar o impacto carbónico dos visitantes, segundo as autoridades. Em comparação, nos últimos 30 anos a taxa ficava-se nos 65 dólares/noite.

Aeroporto de Paro, Butão

O Butão reabrirá para o turismo internacional a partir de setembro pela primeira vez desde que a pandemia começou no país em março de 2020, disseram autoridades em 30 de junho, numa altura em que o pequeno reino dos Himalaias procura impulsionar a economia, avança a “Reuters”.

O Conselho de Turismo do Butão (TCB) disse que os turistas poderão entrar a partir de 23 de setembro. No entanto, serão cobrados uma “taxa de desenvolvimento sustentável” de 200 dólares a cada turista por noite para compensar o impacto carbónico dos visitantes, segundo as autoridades. Em comparação, nos últimos 30 anos a taxa ficava-se nos 65 dólares/noite.

“A Covid-19 permitiu-nos redefinir – repensar como o sector pode ser melhor estruturado e operado” enquanto mantém a pegada ecológica baixa, disse em comunicado o presidente do TCB e ministro dos Negócios Estrangeiros do país budista, Tandi Dorji.

As autoridades disseram que o Butão revisou os padrões para prestadores de serviços, como hotéis, guias, operadores turísticos e motoristas. Agora, os visitantes são livres para escolher as suas próprias operadoras e planear roteiros, enquanto antes só podiam escolher entre os pacotes oferecidos por elas.

Sangay Phuntso, que administra a empresa Always Bhutan Travel na capital Thimphu, disse que as taxas podem dissuadir alguns, mas não os visitantes mais ricos. “Aqueles que podem gastar são bem-vindos. Estamos animados”.

Com a pandemia, a monarquia constitucional de menos de 800 mil pessoas registou menos de 60 mil infeções e apenas 21 mortes, mas a economia de três mil milhões de dólares sofreu o impacto negativo, empurrando mais pessoas para a pobreza.

O turismo emprega 50 mil pessoas e, nos três anos anteriores à pandemia, contribuiu com uma média anual de cerca de 84 milhões de dólares em divisas diretas.

A “Reuters” destaca que o Butão abriu para turistas em 1974, quando recebeu 300 visitantes. O número subiu para 315.600 em 2019, um aumento de 15,1% em relação ao ano anterior, segundo dados do TCB.

Recomendadas

Dicas para manter os mais novos debaixo de olho na piscina

A DECO alerta para os cuidados a ter nas idas às piscinas, sobretudo daquelas que não apresentam regulamentação e não são vigiadas.

Cartão de crédito: saiba como utilizá-lo de forma consciente nestas férias

Conheça as dúvidas mais persistentes no que diz respeito aos cartões de crédito e quais as respostas para que faça uma boa utilização deste meio de pagamento.

Ciberataques a dispositivos móveis com aumento considerável este ano

O relatório bianual desenvolvido pela S21sec refere que os dispositivos móveis tornaram-se um dos principais alvos dos cibercriminosos nos primeiros seis meses do ano, registando-se um aumento maior na atividade de malware móvel.
Comentários