Armazenagem de eletricidade a grande escala será descoberta do século

“Temos à nossa frente uma década decisiva, o nosso planeta está a dar de si”, começou por dizer o ex-presidente do Conselho de Administração da Partex, a empresa petrolífera detida até 2019 pela Fundação Gulbenkian.

Cristina Bernardo

O responsável pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), António Costa Silva, afirmou hoje que “o planeta está a dar de si” e apostou na armazenagem de eletricidade a grande escala como a grande descoberta do século XXI.

“Temos à nossa frente uma década decisiva, o nosso planeta está a dar de si”, começou por dizer o ex-presidente do Conselho de Administração da Partex, a empresa petrolífera detida até 2019 pela Fundação Gulbenkian.

António Costa Silva participava num painel de debate promovido no âmbito das comemorações dos 20 anos da Adene – Agência para a Energia, no Capitólio, em Lisboa.

“A mente humana é aquilo que nos vai salvar, a nossa capacidade de inovação”, considerou Costa Silva, apostando na armazenagem de eletricidade a grande escala como a “grande descoberta do século XXI”.

A 16 de abril de 2021, o primeiro ministrou nomeou António Costa Silva para presidir à Comissão Nacional de Acompanhamento do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

O Plano de Recuperação e Resiliência prevê reformas e investimentos nas áreas sociais, clima e digitalização no valor de 16,6 mil milhões de euros, dos quais 13,9 mil milhões de euros dizem respeito a subvenções a fundo perdido.

Na cerimónia de hoje participaram ainda o ministro do ministro do Ambiente e Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, o secretário de Estado e da Energia, João Galamba, entre outros convidados.

Durante a iniciativa, a Adene e o Turismo de Portugal assinaram um protocolo de colaboração, no âmbito do projeto Acua+ Hotéis, lançado hoje e que pretende fazer face ao problema mundial de escassez de água, avaliando os empreendimentos turísticos de acordo com a sua eficiência no que diz respeito ao uso daquele recurso e identificando medidas de melhoria.

O Aqua+ é um programa lançado pela Adene há dois anos, que inicialmente se destinada apenas a residências.

Segundo a agência, desde a sua criação, o programa já ajudou a poupar quatro milhões de litros de água no setor dos edifícios residenciais.

Na reta final da cerimónia, foram entregues os Prémios Adene, que este ano destacaram o engenheiro António Vidigal e Ricardo Araújo Carvalho (We Can Charge) na categoria Inovar, o professor Joaquim Borges Gouveia e Sara Freitas (Lisboa E-Nova) na categoria Participar, Catarina Barreiros (Zero) e José Rui Felizardo (CEO do CeiiA) na categoria Cuidar e o professor Manuel Colares Pereira e Nuno Brito (Cooperativa Copérnico) na categoria Educar.

Recomendadas

Cheque-família começa a ser pago a partir de 20 de outubro, anuncia Marques Mendes

No seu espaço habitual de comentário ao domingo no Jornal da Noite da Sic, Marques Mendes assegurou que este apoio, anunciado pelo Governo a 5 de setembro, vai começar a chegar às contas bancárias das famílias a partir do dia 20 do próximo mês.

Comissão Europeia diz que Portugal é “moderadamente inovador”

O país encontra-se no grupo dos países moderadamente inovadores, passando da 19ª para a 17ª posição entre os 27 Estados-Membros, segundo os dados da Comissão Europeia tornados públicos pela ANI (Agência Nacional de Inovação).

Emirados Árabes Unidos vão fornecer à Alemanha gás liquefeito e gasóleo em 2022 e 2023

Segundo a agência noticiosa oficial dos Emirados, Wam, o acordo prevê a exportação de uma carga de gás natural liquefeito (GNL) para a Alemanha no final de 2022, seguida do fornecimento de quantidades adicionais em 2023.
Comentários