Assembleia da Madeira aprova comissão de inquérito à Zona Franca

A comissão de inquérito terá quatro deputados do PSD, três do PS, um do CDS-PP e um do JPP. O início de funções deve acontecer em janeiro.

A conferência de representantes dos partidos, da Assembleia Legislativa da Madeira, aprovou a constituição de uma comissão de inquérito, que irá analisar a ‘Administração e Exploração da Zona Franca da Madeira ou Centro Internacional de Negócios da Madeira’, e também a aquisição de capital social da Sociedade de Desenvolvimento da Madeira, SA,

“A comissão de caráter obrigatório, com 10 assinaturas do Partido Socialista visa inquirir o contrato de concessão de serviços públicos da Zona Franca e do Centro Internacional de Negócios da Madeira à SDM (Sociedade de Desenvolvimento da Madeira), bem como agora da aquisição por parte da Região de parte do capital social que era privado” explicou José Manuel Rodrigues, presidente da Assembleia Legislativa da Madeira.

A comissão de inquérito terá quatro deputados do PSD, três do PS, um do CDS-PP e um do JPP. O início de funções deve acontecer em janeiro.

A presidência da comissão estará a cargo do CDS-PP, o relator será do PSD, o PS terá a vice-presidência e o cargo de secretário.

Esta comissão de inquérito que será instalada na Assembleia da Madeira surge depois de um relatório da Comissão Europeia, de 4 de dezembro, que concluiu que o regime da Zona Franca da Madeira (ZFM) desrespeitou as regras de ajudas estatais, pois abrangeu empresas que não contribuíram para o desenvolvimento da região, pelo que Portugal deve recuperar os apoios prestados.

De referir que a Assembleia da República aprovou o prolongamento dos benefícios fiscais da Zona Franca, até final de 2021, depois da decisão da Comissão Europeia.

Relacionadas

Governo quer prorrogar regime fiscal na Madeira e (ao mesmo tempo) corrigir e clarificar lei

O secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, admitiu que o Governo já estava a prever que o resultado da investigação de Bruxelas aos auxílios do Estado na zona franca da Madeira “não seria positivo” e que preferiu esperar antes de prolonga regime fiscal.

ACIF congratula prolongamento de benefícios fiscais da Zona Franca mas considera que anúncio foi tardio

A Câmara do Comércio e Indústria da Madeira, apesar de elogiar o Governo, diz que a extensão dos benefícios da Zona Franca deveria ser por três anos, tal como foi previsto e aprovado pela Comissão Europeia, “uma vez que a captação de novas empresas carece de um regime que seja atrativo mas, sobretudo, que seja estável e que permita às empresas licenciadas terem um planeamento a longo prazo, adequado à sua estratégia”.

Do Governo ao PS: como a Madeira está a reagir à decisão da Comissão Europeia sobre a Zona Franca

O presidente do Governo da Madeira e líder do PSD Madeira não concorda com a decisão da Comissão Europeia de que não foram respeitadas as regras de auxílio de Estado. Deputado do PS na Assembleia da República pede que seja prolongado por mais um ano benefícios fiscais e que haja entendimento entre governo nacional e regional. SDM, entidade gestora da Zona Franca mostra-se surpreendida pela decisão e pelo timing.
Recomendadas

Câmara do Funchal quer criar mais e melhores condições para um desporto inclusivo

“Queremos uma cidade cada vez mais inclusiva e integradora”, defendeu a vereadora com os pelouros da Acção Social, Helena Leal, na apresentação dos terceiros Campeonatos do Mundo de Basquetebol e Judo para Atletas Síndrome de Down – Madeira 2022.

Saiba que tipo de informação é dada pela nova etiqueta energética

A informação que consta da etiqueta varia conforme o equipamento, mas existe um conjunto de informação comum.

UMa promove Macaronight para debater adaptação às alterações climáticas e restauração das águas e oceanos

Na Madeira, o projeto é liderado pela Universidade da Madeira e tem como parceiros a Secretaria Regional de Educação, a Câmara Municipal do Funchal, a ARDITI e a StartUp Madeira.
Comentários