Assembleia de Representantes reúne para eleger Comissão de Vencimentos da Mutualista Montepio

Rui Leão Martinho, Paulo Câmara (advogado) e Eduardo Farinha, ex-administrador do Banco Montepio vão ser eleitos para a Comissão de Vencimentos da Mutualista Montepio. A lista tem o consenso de 20 dos 25 membros. Acordo esse alcançado hoje de manhã.

Está a decorrer a reunião da Assembleia de Representantes da Associação Mutualista Montepio Geral, que tem como principal ponto da agenda a eleição da Comissão de Vencimentos que decide os salários de Virgilio Lima e da sua equipa de gestão. Para além de ser um órgão que tem a função de aprovar as contas da Mutualista.

A Assembleia de Representantes é o novo órgão associativo da Associação Mutualista Montepio Geral, sendo os seus 30 membros eleitos pelo método de Hondt, e tem o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Edmundo Martinho, como presidente da mesa.

É neste órgão que são debatidos e votados documentos fundamentais da vida da mutualista Montepio (que até à mudança de estatutos tinham de ir a assembleia-geral).

Segundo o Jornal Económico apurou, a proposta da “lista A” (que foi encabeçada por Virgílio Lima) e que nas últimas eleições de Dezembro elegeu 15 membros para a Assembleia de Representantes, tem o acordo das outras listas que elegeram membros para este novo órgão social da Mutualista Montepio Geral, excepto da lista C, que foi liderada por Eugénio Rosa, e que elegeu cinco representantes.

Acordo esse que foi alcançado hoje.

Rui Leão Martinho, ex bastonário da Ordem dos Economistas; Paulo Câmara (advogado da Sérvulo Advogados); e Eduardo Farinha (ex-administrador do Banco Montepio envolvido nos processos que ainda decorrem no Tribunal da Concorrência de Santarém, e ex-presidente da Montepio Seguros) são os membros que vão a votação.

Prevê-se que a comissão seja aprovada com 25 votos a favor e 5 contra (os eleitos pela lista C).

Recorde-se que nas eleições de Dezembro passado para os órgãos sociais da Mutualista Montepio, a lista A obteve 47,31% dos votos para a Assembleia de Representantes, a lista D 24,23% dos votos, a lista C 16,23% e a lista B 10,06% dos votos.

Assim, a lista A elegeu 15 membros para a Assembleia de Representantes (o primeiro eleito foi o padre Vítor Melícias, que entretanto saiu), a lista D elegeu sete representantes (o primeiro eleito foi a gestora Conceição Zagalo), a lista C elegeu cinco representantes (o primeiro eleito foi Ana Drago, socióloga e ex-deputada pelo BE) e a lista B elegeu três representantes (o primeiro eleito foi João Costa Pinto, foi vice-governador do Banco de Portugal e presidente da Caixa de Crédito Agrícola, mas que não pode tomar posse por ser presidente do banco da Fundação Oriente, pelo que o primeiro representante desta lista é José Nogueira).

Recomendadas

CaixaBank recomprou quase 18 milhões de ações na semana passada (com áudio)

O CaixaBank anunciou hoje a compra de 17.947.222 ações próprias, por 53.063.926 milhões de euros entre 1 e 5 de agosto.

Mutualista Montepio com lucros de 12,9 milhões de euros no primeiro semestre

A Associação Mutualista Montepio Geral (AMMG) registou um lucro de 12,9 milhões de euros no primeiro semestre, superando os 11,9 obtidos em igual período do ano passado.

PremiumAplicação moey! vai apostar em seguros para animais e ciclistas

Depois de ter lançado um seguro de viagens, a solução ‘mobile-only’ do Grupo Crédito Agrícola prepara o lançamento de apólices para animais de estimação e ciclistas até ao final deste ano.
Comentários