Associação de Gestão de Resíduos apoia projetos de economia circular com 18 mil euros

Destinada a instituições de ensino superior e de investigação – alunos ou investigadores –, ao sector empresarial, a associações de desenvolvimento, a instituições sociais, à comunidade artística e a outras entidades e particulares, as candidaturas à Academia Electrão decorrem até 12 de abril.

A Amb3E – Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos, gestora da Rede Electrão, lançou a primeira edição da Academia Electrão, que pretende identificar e premiar projectos inovadores na área da gestão de equipamentos eléctricos, pilhas e acumuladores e embalagens usadas. No total, a iniciativa vai atribuir até 18 mil euros para apoiar projetos que contribuam para a economia circular e para a sustentabilidade ambiental.

Destinada a instituições de ensino superior e de investigação – alunos ou investigadores –, ao sector empresarial, a associações de desenvolvimento, a instituições sociais, à comunidade artística e a outras entidades e particulares, as candidaturas à Academia Electrão decorrem até ao dia 12 de abril de 2019, através da submissão de um formulário no website da iniciativa.

A avaliação dos projectos da Academia Electrão ficará a cargo de um painel multidisciplinar de jurados. Fazem parte do júri da primeira edição deste desafio: Alexandra Moura (estilista); Bordalo II (artista plástico); Isabel Jonet (Presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares); Jorge Delgado (Administrador da empresa de equipamentos e serviços de informática Compta); Rui Berkemeier (ZERO) e Vera Norte (Partner da Consultora de Comunicação Communicatorium).

A Academia Electrão vai acelerar ideias inovadoras em seis categorias distintas: i) Ponto Electrão – projectos relacionados com a contentorização de resíduos; ii) Reciclagem Electrão – projectos que abordem os desafios e oportunidades da reciclagem; iii) Reutilização Electrão – projectos que promovam a reutilização dos fluxos de resíduos geridos pela Rede Electrão; iv) Digital Electrão – aplicações digitais que promovam o aumento da eficiência dos processos operacionais e de sensibilização; v) Mobilização Electrão – campanhas que promovam a responsabilidade social e ambiental, com foco nos três fluxos específicos; vi) Arte Electrão – projectos artísticos que envolvam a comunicação, sensibilização e formação sobre a temática dos plásticos nos oceanos.

PCGuia
Recomendadas

Entregas ao domicílio da IKEA serão totalmente elétricas até 2025, diz CEO

A meta para 2030 é ser uma empresa positiva para o clima, isto é, reduzir mais gases de efeito estufa do que aqueles que são emitidos por toda a sua cadeia de valor.

Desafios tecnológicos, burocracia, renováveis e perda de água em debate

A transição energética em Portugal e na Europa esteve em debate na conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Transição energética não pode ser feita sem as pessoas

Empresas do sector energético destacam a importância das pessoas nos seus projetos. A transição não pode ser feita sem o envolvimento das populações locais e sem a conversão de postos de trabalho.
Comentários