Associação Montepio reúne-se para votar plano para 2018

Segundo o plano de ação e orçamento divulgado aos associados, a Associação Mutualista prevê que este ano consiga lucros de 17,4 milhões de euros e 30,5 milhões de euros em 2018.

A ssociação Mutualista Montepio Geral realiza hoje uma assembleia-geral para debater o plano de ação e orçamento de 2018, quando gera polémica a possível entrada da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa no banco Montepio.

A reunião magna decorre hoje cerca das 20:00 em Lisboa, na sede da Associação Mutualista na Rua do Ouro.

Segundo o plano de ação e orçamento divulgado aos associados, a Associação Mutualista prevê que este ano consiga lucros de 17,4 milhões de euros e 30,5 milhões de euros em 2018.

Em 2016, a Associação Mutualista conseguiu lucros de 7,4 milhões de euros, numa inversão dos resultados face ao prejuízo de 393,1 milhões de euros de 2015.

Apesar da divulgação destas perspetivas financeiras, à Associação Mutualista Montepio ainda falta dar a conhecer as contas consolidadas referentes a 2016. É nestas contas que a associação faz a consolidação dos resultados de todas as empresas em que tem participações no capital, permitindo uma visão mais abrangente da sua situação.

Contudo, fora da agenda oficial da reunião ficarão outros temas, desde logo a eventual entrada da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) no capital da Caixa Económico Montepio Geral (CEMG), o valor que será injetado e a participação de capital com que ficará.

A imprensa tem adiantado que a SCML poderá entrar com 200 milhões de euros em troca de uma participação de 10% na CEMG, o que valoriza a CEMG em cerca de 2.000 milhões de euros.

A CEMG também está num período de mudança dos estatutos e mesmo da sua equipa de gestão, tendo a Associação Mutualista anunciado a entrada de Nuno Mota Pinto para presidente do banco, lugar atualmente ocupado por Félix Morgado.

A Associação Mutualista Montepio está também em processo de venda das suas seguradoras ao grupo chinês CEFC.

A Associação Mutualista Montepio Geral é o topo do Grupo Montepio, que tem como principal empresa a CEMG, o banco mutualista.

Em outubro, a Associação Mutualista Montepio tinha 623.675 associados, pelo que todos podem participar na reunião de hoje. Contudo, tendo em conta os últimos anos, a participação deverá ser de centenas de associados.

Antes da assembleia-geral de hoje, decorre a reunião do Conselho Geral da Associação Mutualista Montepio.

Relacionadas

Vieira da Silva teve papel decisivo na entrada da Santa Casa no Montepio

O semanário “Expresso” consultou a ata de uma reunião extraordinária da direção da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que aconteceu a 31 de março, onde se mostra que o ministro foi fundamental para o avanço do negócio, o qual via com “interesse e empenho”, de acordo com fontes do processo.

Fitch sobe rating do Montepio e mantém perspectiva estável

O Montepio diz que a agência “faz referência aos resultados líquidos positivos alcançados em 2017, à redução dos custos operacionais e à redução dos ativos em risco, com o importante contributo da operação de titularização de crédito em incumprimento (NPL) concretizada recentemente”.
Recomendadas

Lucros do Banco de Fomento sobem 135% para 22,9 milhões de euros em 2021

“Este aumento explica-se, essencialmente, pelo crescimento do produto bancário que passou de 31,89 milhões de euros, em 2020 para 44,69 milhões de euros no ano em análise”, ou seja, subiu 40%.

Produção das seguradoras cresceu 38% para 12,4 mil milhões em 2021

A entidade liderada por Margarida Corrêa de Aguiar anunciou que a produção global de seguro direto das empresas de seguros revelou uma recuperação de 38% durante o exercício de 2021, para 12,4 mil milhões de euros, invertendo a tendência negativa a que se assistiu nos dois anos anteriores.

Taxa de juro média dos novos empréstimos à habitação ultrapassa os 2% pela primeira vez desde maio de 2016

Em agosto, os bancos concederam 1.855 milhões de euros de novos empréstimos aos particulares, menos 111 milhões do que em julho, sendo 1.205 milhões de euros de crédito à habitação. Já o montante de novos empréstimos às empresas foi de 1.297 milhões de euros, menos 173 milhões do que no mês anterior.
Comentários