Ataque a monges: Suspeito ainda em fuga

O agressor está em fuga e decorre uma operação policial para o capturar.

Depois de se temer o pior, a polícia pôde confirmar que os 59 antigos missionários em África residentes naquela casa de repouso estavam em segurança.

“Os militares asseguraram a integridade física de todos os residentes, sendo que nenhum está ferido ou maltratado”, acrescentou o procurador, Christophe Barret. O suspeito, cujo perfil ainda não é possível traçar, continua em fuga.

Recorde-se que ontem à noite um homem armado com uma faca e com uma espingarda entrou numa casa de repouso para monges em Montferrier-sur-Lez, na zona de Montpellier, e fez vários reféns e um morto.

Recomendadas

Irão: Guarda Revolucionária ataca grupos curdos no Iraque

A poderosa Guarda Revolucionária do Irão desencadeou hoje uma onda de ataques com ‘drones’ e artilharia no norte do Iraque, visando o que Teerão diz serem bases de separatistas curdos iranianos, indicou agência noticiosa semioficial Tasnim.

António Guterres pede fim da “era da chantagem nuclear” e apela a “recuo”

O secretário-geral da ONU, António Guterres, apelou hoje ao fim da “era da chantagem nuclear”, afirmando que o uso de armas nucleares levaria a um “armageddon humanitário”, tornando necessário um “recuo” face às atuais tensões.

Ucrânia. Reino Unido sanciona organizadores de “referendos fraudulentos”

O Reino Unido anunciou hoje sanções contra 33 indivíduos ligados a “referendos fraudulentos” sobre a integração na Rússia de regiões da Ucrânia sob ocupação russa.
Comentários