Atropelamento com autocarro faz pelo menos quatro mortos e 15 feridos em Moscovo

Desconhecem-se por enquanto as causas do incidente, que ocorreu num dia útil, já que o Natal ortodoxo, que se celebra na Rússia, é a 07 de janeiro.

Pelo menos quatro pessoas morreram e outras 15 ficaram hoje feridas quando um autocarro avançou pelo passeio e se precipitou na entrada de uma estação de metro na zona ocidental de Moscovo, informaram as autoridades locais.

Nas imagens divulgadas pelos media locais, pode ver-se como o autocarro desce a grande velocidade pela escada da passagem subterrânea que dá acesso à estação de metro Slaviánski Bulvar, onde atropela várias pessoas.

O autocarro encontra-se agora preso na entrada daquela passagem subterrânea.

Desconhecem-se por enquanto as causas do incidente, que ocorreu num dia útil, já que o Natal ortodoxo, que se celebra na Rússia, é a 07 de janeiro.

Nos últimos meses, as autoridades locais têm tomado medidas de segurança para evitar atropelamentos em massa perpetrados por terroristas.

Recomendadas

Novo porto timorense de Tibar representa progresso significativo para o país, diz Ramos-Horta

“O objetivo do porto de Tibar é facilitar e promover a economia e fazer de Timor-Leste um centro de carga regional. Por conseguinte, é importante assegurar que o porto fornece serviços eficientes com uma tarifa competitiva que permita o crescimento das empresas, do comércio e do setor privado no país”, explicou.

Ucrânia: Portugal reforça com um milhão de euros pacote da NATO de ajuda não letal

“Portugal vai dar um contributo extraordinário para o pacote de assistência abrangente, que é um pacote da NATO para apoio não letal e, portanto, que será também dedicado à reposição da capacidade energética da Ucrânia. E demos hoje a indicação que avançaremos com uma contribuição extraordinária de um milhão de euros”, anunciou.

Um ferido em explosão de envelope na embaixada da Ucrânia em Madrid

Fontes da polícia citados por meios de comunicação espanhóis revelaram que o homem ferido é um funcionário da embaixada que tinha recebido o envelope que explodiu.
Comentários