Autor
Diogo Horta Osório, Partner da J+Legal
Artigos

O País bateu no fundo

Vivemos num país miserável e sempre com o emprego público, pobrezinho mas honrado (estável, leia-se), sem despedimentos, mas também sem grande ambições, sem elevador social…

A inflação

As medidas a tomar para o futuro são as mesmas de sempre: apostar no sector privado, incrementando a criação de riqueza, tributável, reformando o sector público, premiando os melhores e não ter medo de emagrecer o peso do Estado.

Da tributação dos lucros aleatórios e inesperados

Este é o momento de reduzir impostos e não o de os aumentar, pois já se verifica o mais perverso e escondido dos impostos, a inflação.

Os servos do povo

Não concordo com a intolerância com tudo o que a cultura russa produziu, com os saneamentos ideológicos de quem apoia a Rússia, da perseguição dos russos comuns que vivem em Portugal.

Dura lex sed lex Mortágua

Reza o disposto no artigo 6º do Código Civil que “A ignorância ou má interpretação da lei não justifica a falta do seu cumprimento nem isenta as pessoas das sanções nela estabelecidas”.

Os efeitos macroeconómicos da guerra

Com as empresas a enfrentarem o aumento dos ‘inputs’, o aumento esperado dos salários e a verem uma retração da procura inerente a um clima de guerra na Europa, teremos uma estagflação, isto é, recessão com inflação.
Ver mais artigos