Autor
Paulo Gonçalves Marcos, Presidente da direção do Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários
Artigos

Alguém se opõe a que se reforme e invista no SNS em Portugal?

O que está a ocorrer é uma catástrofe, e o bem comum impõe que se reforme e se invista no SNS. Existindo, estou certo (digo-o sem qualquer ironia), um consenso nacional sobre esta necessidade, o que o impede, afinal?

Uma Agenda do Trabalho Digno, por ora incompleta

Importa também que, para além da independência, a ACT, os Juízos de Trabalho e a DGERT tenham os meios para exercerem os seus deveres.

Taxar ou redistribuir melhor?

É uma inevitabilidade que os lucros extraordinários, nomeadamente na banca, turismo, energia, gerados por uma situação económica anormal, sejam taxados.

Hóquei e ténis: lições para todos

É dever de todos, sindicatos, empresas e Governo, encontrar mecanismos que mitiguem a perda de poder de compra dos rendimentos do trabalho.

Ainda tem sentido comemorar o 1º de maio?

Muito possivelmente, o feriado do 1º de maio é a única data consensualmente celebrada e comum a todos os Estados, independentemente da sua forma de organização do poder político.

Um ano sindicalmente exigente

Atualmente, há cada vez mais sindicatos independentes, o que seguramente atemoriza alguns. A nós, o sindicalismo independente não nos assusta nada. É o nosso espaço natural.
Ver mais artigos