Autoridade da Concorrência não se opõe a operação de concentração Sonae/NOS

A Autoridade da Concorrência (AdC) anunciou esta sexta-feira que “adotou uma decisão de não oposição na operação de concentração” entre a Sonae e a NOS, revela um comunicado revelado no site da entidade reguladora.  A decisão foi tomada em 6 de dezembro de 2022, pelo Conselho de Administração da Autoridade da Concorrência.

Presidente do Conselho de administração da Autoridade da Concorrência, Margarida Matos Rosa

A Autoridade da Concorrência (AdC) anunciou esta sexta-feira que “adotou uma decisão de não oposição na operação de concentração” entre a Sonae e a NOS, revela um comunicado revelado no site da entidade reguladora.  A decisão foi tomada em 6 de dezembro de 2022, pelo Conselho de Administração da Autoridade da Concorrência.

A nota revela a “decisão de 1ª fase”, tendo a AdC adotado “uma decisão de não oposição na operação de concentração 50/2022 – Sonae / NOS”.

A decisão significa que a AdC considera que a fusão não é suscetível de criar entraves significativos à concorrência efetiva no mercado nacional ou numa parte substancial.

Em novembro, a Sonae SGPS notificou a Autoridade da Concorrência (AdC) da operação de concentração de empresas resultante do controlo exclusivo sobre a NOS e, indiretamente, sobre a NOS Comunicações.

A decisão da entidade reguladora frisa que a Sonae, empresa-mãe do Grupo Sonae, controlada pela Efanor Investimentos, holding dos herdeiros de Belmiro de Azevedo, opera no setor dos negócios da distribuição de base alimentar e não-alimentar, imobiliário, prestação de serviços financeiros e comunicações eletrónicas e tecnologias de informação. Ao passo que a NOS desenvolve atividades “num conjunto amplo de mercados de serviços de comunicações eletrónicas, audiovisuais e tecnologias de informação”.

Notícia atualizada às 12h03

Recomendadas

Terminal de carga e granéis de Leixões bate recorde de toneladas em 2022

O terminal aponta como previsão “manter este ritmo de crescimento, tendo recentemente investido em novos equipamentos portuários e no aumento da sua capacidade de armazenagem, permitindo continuar a aumentar a sua capacidade de movimentação de cargas em terminal”, segundo o grupo ETE.

Grupo CaixaBank reforça participação na Sonae SGPS para 5%

Em comunicado ao mercado a Sonae SGPS deu conta que a Critéria Caixa a informou, esta terça-feira, que reforçou a participação acionista de 2,001% para 5,001%.

Ligações ferroviárias de Lisboa a Corunha e Madrid entre projetos apoiados pela UE

O executivo comunitário anunciou hoje que escolheu 10 projetos-piloto que apoiará para estabelecer novos serviços ferroviários ou melhorar os já existentes, apontando que, no seu conjunto, “irão melhorar as ligações ferroviárias transfronteiriças em toda a União Europeia, tornando-as mais rápidas, mais frequentes e mais acessíveis”.
Comentários