Avião desapareceu depois de pedir para “desviar” a rota por causa do mau tempo

O piloto do A320 da Air Asia que desapareceu hoje dos radares entre a Indonésia e Singapura, que operava o voo QZ8501, pediu para “desviar” o plano de voo devido às más condições meteorológicas, indicou a companhia aérea. “O avião pediu para desviar (a rota) por causa do mau tempo”, informou a companhia aérea na […]

O piloto do A320 da Air Asia que desapareceu hoje dos radares entre a Indonésia e Singapura, que operava o voo QZ8501, pediu para “desviar” o plano de voo devido às más condições meteorológicas, indicou a companhia aérea.

“O avião pediu para desviar (a rota) por causa do mau tempo”, informou a companhia aérea na sua página do Facebook.

A comunicação com o avião foi perdida quando ainda estava sob o Controle de Tráfego Aéreo da Indonésia”, acrescentou a Air Asia.

“O voo da AirAsia que partiu de Surabaia para Singapura perdeu contacto com Jacarta às 07h55 (23h55 em Lisboa), disse à AFP o porta-voz do Ministério dos Transportes da Indonésia, J.A. Barata.

O avião partiu do aeroporto internacional de Juanda, em Surabaia, no leste de Java, às 05:20 (21:20 de sábado em Lisboa) e deveria chegar a Singapura às 08h30 (00h30 em Lisboa).

O diretor geral do transporte aéreo da Indonésia, Djoko Murjatmodjo, disse à AFP que o avião – um A320 – transportava sete tripulantes e 155 passageiros – 138 adultos, 16 crianças e um bebé, atualizando os números anteriormente divulgados de que estariam 161 pessoas a bordo.

A televisão indonésia Metro TV informou que 149 dos passageiros têm nacionalidade indonésia, três são coreanos e os restantes são um britânico, um malaio e um nacional de Singapura.

Murjatmodjo disse que as buscas estavam concentradas numa área entre a ilha Belitung e Kalimantan, na parte ocidental da ilha do Bornéu, a cerca de meio caminha da rota esperada do voo QZ8501.

“Estamos a coordenar com as equipas de busca e à procura da sua posição. Acreditamos que (o aparelho) estará algures entre” Tanjung Pandan, uma localidade na ilha de Belitung e Kalimantan, afirmou.

OJE/Lusa

Recomendadas

Digi e Cellnex celebram acordo para instalação de rede 5G em Portugal

Esta é a primeira informação oficial a surgir depois de a Digi ter investido mais de 67 milhões de euros na compra de licenças 5G no leilão da Anacom.

Mastercard quer oferecer soluções tecnológicas de pagamento que incluam criptomoedas

A Economista Responsável pelos Mercados da Europa, Médio-Oriente e África no Instituto Económico da Mastercard, Natalia Lechmanova, mostrou como os hábitos dos consumidores estão a alterar-se nas economias ocidentais, onde “as pessoas estão a dar cada vez mais prioridade às experiências e menos a “coisas”.

Mobilidade Sustentável: conheça a aposta da Schindler

Com a missão de ser cada vez mais sustentável, a Schindler estabeleceu para o ano de 2030 uma redução de 50% nas emissões de gases com efeito de estufa das suas atividades, com base nos dados de 2020.