PremiumAviapartners com solução de compra para a Groundforce

Solução em cima da mesa pode levar o grupo belga de handling a comprar a posição de Alfredo Casimiro ao Montepio por 2 milhões de euros. Mas há condições: TAP tem de dar “ok” ao acordo e a litigância deve ser reduzida a zero.

É mais um passo a aproximar os belgas da Aviapartners à Groundforce. As equipas da multinacional de handling e do Bison Bank – este mandatado pelo Banco Montepio – têm em cima da mesa uma solução para a entrada da Aviapartners no capital da Groundforce, através de uma opção de compra das ações de Alfredo Casimiro, que o Montepio está – desde julho – livre de executar por incumprimento do serviço da dívida. Os belgas não estarão dispostos a dar muito pelas ações – um valor em torno dos dois milhões de euros – e, ainda assim, estão preparados para condicionar o pagamento ao cumprimento de vários pressupostos. O primeiro é a ausência de qualquer litigância proveniente de Alfredo Casimiro sobre esta matéria; o segundo é o acordo da outra acionista da Groundforce, a TAP. Acordo para quê? Para obter uma de duas coisas: a ajuda da TAP para acabar com a insolvência – o que implicaria um pedido e uma decisão nesse sentido da juiza que gere o processo, mas também o acordo de uma maioria de credores – ou, em alternativa, a concordância da TAP para que a empresa possa ajudar a moldar o plano de recuperação que está a ser feito pelos administradores de insolvência – Pedro Pidwell e Bruno Costa Pereira – e que terá de estar fechado daqui a pouco mais de dois meses.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Investimento na floresta com evolução positiva mas insuficiente

O investimento na floresta teve em 2021 uma evolução “ligeiramente positiva” mas insuficiente para alcançar as metas definidas para o setor, indica um barómetro divulgado pelas associações Zero e Centro Pinus.

‘Metrobus’ do Porto: obras arrancam durante a semana

O projeto do ‘metrobus’ do Porto, entre a Rotunda da Boavista e a Praça do Império, vai ser apresentado na segunda-feira, devendo as obras começar ainda durante a próxima semana.

Stanton Chase Portugal reforça com novo diretor executivo

José Bancaleiro, sócio fundador, que desempenhava a função agora ocupada por Nuno Moreira, mantém-se na empresa de executive search como partner e presidente.
Comentários