Banca empurra bolsa para queda ligeira

O PSI 20, principal índice da bolsa portuguesa, abriu esta manhã em queda, pressionada pelo setor bancário e em linha com as principais congéneres europeias.


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Um dia depois de ter sido revelada a forma como será feita a capitalização do Novo Banco, o índice lisboeta abriu a desvalorizar uns escassos 0,08% para 5.333,26 pontos, pressionado pelo setor bancário: o BCP cai 0,2% para 4,98 cêntimos e o BPI perde 1,5% para 1,118 euros.

Ontem também os maiores bancos portugueses, entre os quais se incluem o BCP e o BPI, foram informados pelo Banco de Portugal da dimensão da reserva adicional de capital que terão de constituir até janeiro de 2017.

Na Europa, as principais praças negoceiam com tendência mista.

OJE

Recomendadas

PSI segue sessão no ‘vermelho’. BCP, REN e EDP Renováveis caem mais de 2%

Lá fora, as principais praças europeias também negociaram no ‘vermelho’. O CAC 40 perde 0,12%, o DAX cai 0,15%, o IBEX 35 recua 0,70% e FTSE 100 desvaloriza 0,66%.

Euro cai para novo mínimo de 20 anos depois de viragem à direita em Itália

“A União Europeia (UE) e a zona euro estão numa situação difícil: não só a Europa está a sofrer uma verdadeira crise energética, mas agora a direita em Itália está também a registar uma vitória histórica”, disse o economista-chefe do VP do Banco Thomas Gitzel, citado pela Efe, que acrescenta que o veredicto dos mercados financeiros sobre o assunto é claro.

Euribor sobem a três e 12 meses para novos máximos e mantêm-se a seis meses

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno positivo em 6 de junho, manteve-se hoje em 1,803%, um máximo desde setembro de 2011.