Banco CTT conclui colocação de 200 milhões de euros em títulos sobre créditos ao sector automóvel

“A titularização de 200 milhões de euros de créditos automóvel permite reduzir o volume de ativos ponderados pelo risco e teve nas tranches colateralizadas um spread implícito médio de 1,62% sobre a Euribor a 1 mês”, diz o Banco CTT.

Os CTT – Correios de Portugal informaram o mercado que o Banco CTT fechou hoje “com sucesso” a operação de titularização de créditos denominada Ulisses Finance nº 3, realizada através da sua subsidiária 321 Crédito – Instituição Financeira de Crédito, “conforme anunciado ao mercado no dia 17 de maio”.

No comunicado a empresa liderada por João Bento revela o pricing da operação de securitização do Banco CTT.

“Tendo como objetivo financiar o crescimento da atividade do Banco CTT, otimizando o seu capital e diversificando as fontes de liquidez, a titularização de 200 milhões de euros de créditos automóvel permite reduzir o volume de ativos ponderados pelo risco e teve nas tranches colateralizadas um spread implícito médio de 1,62% sobre a Euribor a 1 mês”, diz o banco liderado por Luís Pereira Coutinho.

“A classe sénior teve ratings de AA (DBRS) e Aa2 (Moody’s). Apesar da volatilidade do mercado, a securitização foi inteiramente colocada junto de investidores institucionais”, revela o banco dos CTT.

“Esta emissão sublinha a capacidade dos CTT e do Banco CTT, mesmo em condições de mercado mais voláteis, para explorar oportunidades de otimizar o seu balanço com vista a prosseguir o seu
crescimento rentável”, refere ainda o comunicado.

Os CTT anunciaram a 17 de Maio que o Banco CTT ia avançar com uma operação de titularização de créditos, com um montante global de 200 milhões de euros, a colocar junto de investidores institucionais, que tem como objetivo financiar o crescimento da atividade da instituição financeira, “otimizando o seu capital e diversificando as fontes de liquidez”.

A conclusão da operação estava prevista para hoje, 1 de junho de 2022.

Recomendadas

Julius Baer torna unidade de mercados independente

A Julius Baer Group, que em Espanha tem portugueses na equipa de gestão, está a criar uma divisão de mercados autónoma e para dirigir essa unidade escolheu Luigi Vignola.

Corretora de seguros Sabseg com um volume de negócios de 31,5 milhões em 2021

A corretora de seguros Sabseg registou, em 2021, um volume de negócios de 31,5 milhões de euros o que representa um crescimento de 20% em relação ao ano anterior. “Com este resultado a Sabseg assume-se como o maior corretor de seguros em Portugal”, diz a empresa.

Crédito à habitação cresceu quase 5% para 98,7 mil milhões em maio

O Banco de Portugal publicou hoje as estatísticas de empréstimos e depósitos bancários de empresas e particulares atualizadas para maio de 2022, nelas destaca que o crédito à habitação mantêm um crescimento anual de 4,8%.
Comentários