Banco de Fomento lança consulta pública para dois novos Programas de co-investimento em PME

Estando ainda disponível o montante de 475 milhões de euros para lançar novos Programas, “o BPF convida as empresas e todos os interessados a participar na consulta pública acerca de futuras soluções de capital e quase capital, com o objetivo de obter contributos sobre as condições de dois Instrumentos Financeiros pré-estruturados destinados a fomentar a constituição de empresas e/ou capitalização empresarial”, revela o banco liderado por Ana Carvalho.

O Banco Português de Fomento (BPF) abriu esta sexta-feira uma consulta pública destinada a obter contributos sobre o lançamento de novos instrumentos ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), via Fundo de Capitalização e Resiliência.

Ana Carvalho, CEO do BPF, considera que “esta consulta pública enquadra-se na atividade pioneira do Banco Português de Fomento enquanto banco promocional português e representa o nosso compromisso com o princípio da transparência”.

A nova presidente do banco diz que esta consulta “visa a construção de um diálogo aberto com todas as entidades do ecossistema empresarial, com vista a melhorar processos de trabalho e a identificar as falhas de mercado, assim como as soluções mais adequadas para as colmatar”.

“Não obstante estarmos proactivamente a contactar Associações e Instituições diversas, esta consulta pública permite a participação de todos os interessados, especialmente os potenciais beneficiários e parceiros envolvidos nestas medidas”, conclui.

Ao abrigo do PRR foi atribuído ao Banco Português de Fomento um importante papel, designadamente, na estruturação e distribuição de soluções de capital e quase capital, no montante global de 1.425 milhões de euros, previstos na Componente PRR Capitalização e Inovação Empresarial.

Estando ainda disponível o montante de 475 milhões de euros para lançar novos Programas, “o BPF convida as empresas e todos os interessados a participar na consulta pública acerca de futuras soluções de capital e quase capital, com o objetivo de obter contributos sobre as condições de dois Instrumentos Financeiros pré-estruturados destinados a fomentar a constituição de empresas e/ou capitalização empresarial, prioritariamente nas fases de arranque (pré-seed, seed, start-up, later stage venture)”.

Os dois instrumentos são o Programa de Venture Capital (instrumento que assume uma estrutura de fundo de fundos)  e o Programa de Coinvestimento Deal-by-Deal (instrumento que assume forma de investimento direto em empresas, sempre em coinvestimento com investidores privados).

O banco explica que estas sugestões de instrumentos “visam promover a entrada em mercado e o crescimento e a expansão de empresas viáveis, através do desenvolvimento de novos produtos/serviços ou mercados e do reforço e profissionalização do quadro de pessoal, incluindo a equipa de gestão”.

O banco promocional diz que “todas as informações e fichas técnicas dos dois produtos pré-estruturados encontram-se disponíveis para consulta no website do Banco Português de Fomento” e que as propostas ou sugestões “devem ser submetidas online para avaliação cuidada do BPF, através do formulário disponível (…) até às 18h00 do dia 19 de dezembro de 2022.

A consulta pública tem também o objetivo de obter contributos sobre “outras propostas de novas soluções de capital e quase capital, ao abrigo dos referidos Fundos de Capitalização, que se entendam como pertinentes e necessárias, por se considerar não estarem disponíveis à data, ou apresentarem condições inibidoras do acesso e utilização”.

 

 

Recomendadas

EBA lança teste de stress de 2023 para a banca e usa o mais severo de sempre dos cenários adversos

O teste de stress a nível da UE será conduzido numa amostra muito maior em comparação com anos anteriores, abrangendo 70 bancos da UE e 75% do total dos activos bancários na UE. Em termos de queda do PIB, o cenário adverso de 2023 é o mais severo utilizado até à data em toda a UE nos testes da banca.

Arranca Prémio Investigação ASF com foco no Direito e Humanidades

Incentivar a produção de trabalhos de investigação científica de elevado valor para o desenvolvimento dos mercados nacionais dos seguros e dos fundos de pensões é o objetivo do prémio, cujo vencedor será conhecido em julho.

Bancos amortizam antecipadamente pagamento dos LTRO ao BCE no valor de 25 mil milhões

O Banco de Portugal detalha que “após dois anos de aumentos sucessivos do financiamento concedido pelo Eurosistema, em 2022, as subidas das taxas de juro pelo BCE levaram vários bancos a amortizar antecipadamente os montantes obtidos através das operações de refinanciamento”.
Comentários