Bancos europeus financiam barragem em Angola

Um consórcio de bancos da Alemanha e da Itália vai financiar o Estado angolano em 1.060 milhões de euros, para garantir a construção do novo Aproveitamento Hidroeléctrico de Caculo Cabaça.

José Sena Goulão / EPA

Um consórcio de bancos da Alemanha e da Itália vai financiar o Estado angolano em 1.060 milhões de euros, para garantir a construção do novo Aproveitamento Hidroeléctrico de Caculo Cabaça.

O financiamento será garantido pelo consórcio formado pelo Commerzbank, da Alemanha, e pelo UniCredit, de Itália, conforme autorização, por despacho presidencial de 03 de dezembro, a que a Lusa teve acesso.

Num despacho assinado pelo Presidente angolano, João Lourenço, que aprova este financiamento internacional, informa que há “necessidade de garantir financiamento para o fornecimento e instalação dos equipamentos electromecânicos para o Aproveitamento Hidroeléctrica de Caculo Cabaça, inserido no Programa de Investimento Público, no âmbito da política de investimentos para o desenvolvimento económico e social do país”.

Segundo o comunicado o aproveitamento Hidroeléctrico de Caculo Cabaça, na província do Cuanza Norte, será, dentro de cinco anos, a maior barragem em Angola, gerando 2.172 megawatts (MW) de eletricidade.

Com 103 metros de altura máxima, a barragem vai armazenar 440 milhões de metros cúbicos de água e integrará uma central e um circuito hidráulico previstos para um caudal de 1.100 metros cúbicos de água a debitar por segundo, entre quatro grupos geradores.

Segundo o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, trata-se de um “grande projeto” nacional para Angola atingir a meta de 9.000 MW de capacidade instalada em todo o país até 2025.

Recomendadas

Cheque-família começa a ser pago a partir de 20 de outubro, anuncia Marques Mendes

No seu espaço habitual de comentário ao domingo no Jornal da Noite da Sic, Marques Mendes assegurou que este apoio, anunciado pelo Governo a 5 de setembro, vai começar a chegar às contas bancárias das famílias a partir do dia 20 do próximo mês.

Comissão Europeia diz que Portugal é “moderadamente inovador”

O país encontra-se no grupo dos países moderadamente inovadores, passando da 19ª para a 17ª posição entre os 27 Estados-Membros, segundo os dados da Comissão Europeia tornados públicos pela ANI (Agência Nacional de Inovação).

Emirados Árabes Unidos vão fornecer à Alemanha gás liquefeito e gasóleo em 2022 e 2023

Segundo a agência noticiosa oficial dos Emirados, Wam, o acordo prevê a exportação de uma carga de gás natural liquefeito (GNL) para a Alemanha no final de 2022, seguida do fornecimento de quantidades adicionais em 2023.
Comentários