Banif obriga a OE retificativo. Santander ganha 2,5% de quota. Depositantes acalmam

O Governo liderado por António Costa irá avançar com um Orçamento do Estado retificativo na sequência da opção tomada para o Banif através de uma medida de resolução.

A decisão vai implicar sacrifícios para os contribuintes, tendo em conta que o apoio público estimado para contingências futuras é da ordem dos 2255 milhões de euros, avançou a Comissão Europeia.

O Santander Totta adquire o Banif sem os ativos problemáticos que entraram num veículo permitindo o fecho ordenado das restantes atividades do banco. A CE destaca que todos os depositantes estão protegidos. Bruxelas tinha imposto este último fim-de-semana como o timing final para uma solução para o Banif dentro do atual contexto de resolução.

Recorde-se que as regras do próximo ano implicam, o envolvimento de obrigacionistas e dos depositantes acima dos 100 mil euros no resgate dos bancos. António Costa, o primeiro-ministro, disse na noite passada que o resgate do Banif “tem um custo muito elevado para os contribuintes” e acrescentou que esta é a opção que melhor defende o interesse nacional. Daquele apoio público, cerca de 1766 milhões de euros são apoios diretos do Estado e o restante é do Fundo de Resolução onde todas as instituições financeiras têm uma posição. Resta saber que implicações é que poderão existir no défice deste ano.

Recorde-se que o Banif tinha recebido ajudas estatais globais de 1100 milhões de euros, dos quais uma entrada direta de 700 milhões de euros do Tesouro e o restante através das obrigações Cocos. Destas ainda faltava devolver 125 milhões de euros. Os fundos com que o Estado entrou estão perdidos, enquanto os Cocos em falta serão pagos.

O negócio com o Santander concretiza-se com a transferência de parte substancial dos ativos e passivos do banco para o Santander Totta pelo valor de 150 milhões de euros.

Para o Santander Totta esta é a hipótese de ascender ao segundo lugar no ranking nacional das instituições privadas, ficando atrás do Millennium bcp.

Uma nota da instituição financeira diz que a transação envolve assumir uma rede de 150 balcões que servem 400 mil clientes, contribuindo ainda com seis mil milhões de euros em depósitos e 5500 milhões de euros em créditos. A quota de mercado do banco liderado por Vieira Monteiro sobe 2,5% para 14,5%. O Banif tem uma posição relevante nas Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores.

Na Bolsa de Valores de Lisboa especula-se sobre a permanência do título no mercado. Se vier a desaparecer, o PSI 20 passará a ter apenas 17 empresas.

Por Vítor Norinha/OJE

Recomendadas

EDP Renováveis vende Companhia Paranaense de Energia por 350 milhões de euros

A venda foi feita por um Enterprise Value (inclui dívida) estimado de 1,80 mil milhões de reais a 31 de dezembro de 2021 (o que equivale a 0,35 mil milhões de euros à taxa cambial de 5,16 euros/um real), e que será ajustado à data de conclusão.

Sindicatos desconvocam greve no Metro de Lisboa marcada para quarta-feira

No entanto, a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações entregou um novo pré-aviso de paralisação para 25 de outubro.

Talent Protocol compra empresa canadiana ligada à blockchain

A escolha recaiu sobre a Agora Labs, fundada por um grupo de quatro adolescentes. Matthew Espinoza (agora com 20 anos) e Freeman Zhang (de 19 anos) juntam-se à equipa da startup portuguesa dos ‘tokens’ para profissionais talentosos.