Banif sai do vermelho e lucra 6,2 milhões até setembro

O Banif reportou um lucro de 6,2 milhões de euros entre janeiro e setembro deste ano, que compara com um prejuízo de 154,9 milhões em período homólogo de 2014. Numa antecipação destes resultados, as ações do Banif dispararam, ontem, na bolsa, encerrando a sessão de 11 de novembro, a ganhar 17,39% para 0,27 cêntimos. À […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

O Banif reportou um lucro de 6,2 milhões de euros entre janeiro e setembro deste ano, que compara com um prejuízo de 154,9 milhões em período homólogo de 2014.

Numa antecipação destes resultados, as ações do Banif dispararam, ontem, na bolsa, encerrando a sessão de 11 de novembro, a ganhar 17,39% para 0,27 cêntimos.

À Comissão de Mercado de Valores Mobiliários, o banco liderado por Jorge Tomé reportou um abaixamento de 27% do produto bancário para 170,6 milhões de euros, muito por força das operações financeiras, que desceram 54%, para 46,6 milhões de euros. Nas restantes componentes da rubrica, a variação foi positiva: a margem financeira cresceu 39%, para 87,8 milhões de euros, e as comissões aumentaram 19%, para 55,5 milhões.

O encerramento de 43 balcões em Portugal desde dezembro e a saída de 694 trabalhadores desde setembro permitiram uma diminuição de 23% nos custos de estrutura, para 120,4 milhões de euros.

Nesta rubrica, todos os custos diminuíram: os custos com pessoal desceram 22%, para 73,4 milhões de euros, os gastos gerais administrativos caíram 23%, para 36,7 milhões, e as amortizações foram reduzidas em 29%, para 10,3 milhões de euros.

Para o resultado líquido de 6,2 milhões de euros registado, de referir ainda o contributo dado pela rubrica provisões e imparidades, que baixou 54%, para 80,1 milhões de euros.

OJE

Recomendadas

Banco de Fomento lança consulta pública para dois novos Programas de co-investimento em PME

Estando ainda disponível o montante de 475 milhões de euros para lançar novos Programas, “o BPF convida as empresas e todos os interessados a participar na consulta pública acerca de futuras soluções de capital e quase capital, com o objetivo de obter contributos sobre as condições de dois Instrumentos Financeiros pré-estruturados destinados a fomentar a constituição de empresas e/ou capitalização empresarial”, revela o banco liderado por Ana Carvalho.

Premium“Somos a ótica das pessoas e que traz o know how francês”, diz CEO do grupo MonOpticien

Em entrevista ao JE, o CEO do grupo MonOpticien, Florent Carriére, explica o modelo de subscrição que traz para Portugal. “O meu concorrente não é a Multióticas, é a a Netflix e o Spotify”, sublinha.

Bancos da zona euro devolvem antecipadamente 447,5 mil milhões ao BCE

Este montante vem juntar-se aos quase 300 mil milhões de euros que foram reembolsados antecipadamente em 23 de novembro.