Banif vende posição em Malta. Vale 18,4 milhões

banco liderado por Jorge Tomé anunciou ter celebrado um acordo referente à alienação da sua participação no Banif Bank (Malta)


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A posição do Banif no Banif Malta vai ser vendida por 18,4 milhões de euros. Em nota enviada à entidade de supervisão, o banco liderado por Jorge Tomé anunciou ter celebrado um acordo referente à alienação da sua participação no Banif Bank (Malta).

Refere a nota: “Nos termos e para os efeitos previstos no Artº 248º do Código dos Valores Mobiliários, o Banif – Banco Internacional do Funchal, S.A. (Banif) informa que assinou hoje um acordo de compra e venda, respeitante à venda da sua participação de 78,46% no capital social da Banif Bank (Malta), PLC, sendo o preço de venda acordado para essa participação 18,4 milhões de euros, que corresponde ao seu valor contabilístico. A execução deste acordo está condicionado à obtenção das autorizações por parte das autoridades competentes, incluindo a Autoridade de Serviços Financeiros de Malta, Banco Central Europeu, Direcção Geral de Concorrência de Malta e da Comissão Europeia.

Esta transacção está alinhada com o plano estratégico do Banif e é expectável que tenha um impacto positivo estimado no rácio de solvabilidade consolidado do Banif em 24 pontos base (pb) e 25 pb, em base phased-in e fully implemented, respectivamente, avança ainda a gestão. Recorde-se que esta sexta-feira os bancos Santander e Popular entregaram uma proposta para a compra do Banif. O acionista Estado deverá fazer a análise das propostas já este fim de semana para uma decisão antes do final do ano. Recorde-se que a necessidade de aceleração do processo de recapitalização do Banif, onde o Estado detém 60,5% do capital e onde existe capital contingente no valor de 125 milhões de euros, terá de ser tomada antes da entrada em vigor das novas regras bancárias.

Por Vítor Norinha/OJE

Recomendadas

Alemanha reitera apoio a gasoduto nos Pirinéus e diz que França não excluiu projeto

O chanceler alemão destacou que este projeto tem uma perspetiva de longo prazo e que, para além do transporte de gás no imediato, servirá para fornecer outras energias, como hidrogénio, no futuro.

“Nova atitude da TAP perante os gastos terá de abranger também os pilotos”, desafia SPAC

Sindicato dos Pilotos diz que “enquanto uns têm cortes brutais no seus vencimentos” e ainda há “processos de despedimento em curso”, renova-se o parque automóvel dos cargos de direção “com 79 viaturas”.

TAP diz que renovação da frota automóvel permite poupar anualmente 630 mil euros

A TAP diz que a opção de comprar 50 BMWs representa uma poupança superior a 20% do valor mensal da renda e tributação, relativamente a novos contratos de renting e está em linha com o plano de reestruturação.