Bankinter Investment, Sonae e grupo de investidores criam SIGI para comprar Atrium Saldanha

A operação passa pela constituição de uma nova Sociedade de Investimento e Gestão Imobiliária portuguesa (SIGI) – Atrium BIRE SIGI – que terá como acionistas o Bankinter e Sonae Sierra (ambos gestores da SIGI e do imóvel), um grupo de investidores clientes do Bankinter em Espanha e Portugal, bem como vendedor e ex-proprietário do imóvel, o grupo Fibeira, que manterá 20% na nova sociedade.

O Bankinter Investment, subsidiária bancária de investimento do Bankinter, e a Sonae Sierra, empresas do sector imobiliário, criaram uma Sociedade de Investimento e Gestão Imobiliária portuguesa (SIGI), que adquirirá 100% das ações da Imobiliária do Saldanha (IMOSAL) proprietária do edifício do imóvel “Atrium Saldanha”, quando a transação for concluída.

A operação passa pela constituição de uma nova Sociedade de Investimento e Gestão Imobiliária portuguesa (SIGI), denominada Atrium BIRE SIGI, que terá como acionistas o Bankinter e Sonae Sierra (ambos gestores da SIGI e do ativo imobiliário), um grupo de investidores da Banca Patrimonial do Bankinter, tanto de Espanha como de Portugal, bem como o próprio vendedor e ex-proprietário do imóvel, o grupo Fibeira, que manterá uma participação relevante, de 20%, na nova sociedade. Segundo o Bankinter, o conhecimento que o ex-proprietário tem do imóvel “será, sem dúvida, um contributo muito valioso para o seu futuro”.

O banco diz ainda em comunicado que se trata de “um novo marco na sua estratégia de criação de instrumentos de investimento alternativos com uma grande operação imobiliária”.

Recorde-se que o acordo para aquisição do imóvel “Atrium Saldanha”, um dos mais importantes centros de escritórios em Portugal, localizado no centro de Lisboa, na Praça Duque de Saldanha, foi anunciado na semana passada, faltando a aprovação da Autoridade da Concorrência de Portugal.

O Atrium BIRE SIGI será – uma vez terminada a operação – o décimo oitavo veículo de investimento lançado pelo Bankinter Investment nos últimos seis anos.

“O Atrium BIRE SIGI é o quinto veículo de investimento criado em parceria entre o Bankinter e a Sonae Sierra, replicando os modelos de sucesso da ORES Portugal, ORES Socimi e outros”, explica o banco.

“Com esta operação, o Bankinter mantém a sua estratégia de criação de alternativas de investimento, como uma proposta de valor para os seus clientes de elevado património e institucionais, investindo em sectores económicos e em atividades da economia real perfeitamente selecionadas pelo seu potencial de crescimento, procurando sempre o  melhor gestor profissional para cada tipo de investimento, que também investe com o Bankinter no veículo que vai gerir, o que mostra um claro alinhamento de interesses”, refere a instituição.

“O vendedor, Armando Martins, desenvolveu este edifício há 24 anos, encomendando o seu projeto ao conceituado arquiteto Ricardo Bofill. Durante todo este tempo, Armando Martins tem sido responsável pelo sucesso da gestão do ativo. Esta operação dará acesso, principalmente em Portugal, a um investimento de longo prazo, a uma operação com volume relevante e a um ativo seguro e resiliente”, lê-se no comunicado.

O ativo tem uma área bruta locável de 31.000 m² e uma ocupação próxima de 100%. É um edifício de uso misto que combina escritórios, comércio e estacionamento. Segundo a nota, atualmente conta com mais de 100 inquilinos e a maior parte do arrendamento está concentrada em escritórios.

Para a Sonae Sierra, “esta operação está perfeitamente alinhada com a sua estratégia de crescimento do seu negócio de Investment Management, em parceria com destacados investidores internacionais”.

Com este veículo, a área de Investment Management da Sonae Sierra gere já 4,8 mil milhões de euros em fundos de investimento na Europa, dos quais 1,2 mil milhões de euros pertencem a ativos fora dos centros comerciais, sendo um dos gestores de investimento imobiliário de referência na Península Ibérica.

“A Sierra é um dos principais players europeus que combina uma natureza institucional com um longo track record, de mais de 30 anos, em asset management em parceria com investidores”, diz o comunicado.

“A transação está em fase de conclusão e sujeita a aprovação pela Autoridade da Concorrência em Portugal”, ressalvam os protagonistas da operação.

Recomendadas

BNA levanta suspensão da participação no mercado cambial imposta ao Finibanco Angola

O Finibanco Angola tinha sido suspenso de participar no mercado cambial, por um período de 45 dias, pelo Banco Nacional de Angola (BNA), depois de o supervisor bancário angolano detectar incumprimentos durante uma inspecção pontual, em meados de agosto.

Banco de Portugal mantém a zero a exigência aos bancos de um “reserva contracíclica de fundos próprios”

O Banco de Portugal revelou o tradicional comunicado sobre a reserva contracíclica de fundos próprios, desta vez relativa ao 4.º trimestre de 2022. O supervisor vai manter a dispensa de constituição de reserva contracíclica para a banca no quatro trimestre deste ano, à semelhança do que sucedeu nos anteriores.

Merlin Properties compra sede do Novobanco na Avenida da Liberdade por 112 milhões

A informação do comprador foi confirmada pela entidade bancária esta sexta-feira em comunicado, depois de já ter avançado com o valor do negócio nas últimas semanas.
Comentários