Barclays com lucros a caírem 18% para 1.656 milhões no primeiro trimestre

Os lucros desceram 18% para 1,4 mil milhões de libras, mas ficaram acima do esperado pelos analistas, devido sobretudo ao bom desempenho da banca de investimento.

Luke MacGregor/Reuters

O Barclays apresentou resultados acima do esperado, mas anunciou que optou por suspender o programa de compra de ações próprias (buyback) devido ao impacto do erro de trading nos Estados Unidos (venda não autorizada de mais de 15 mil milhões de dólares em títulos), que levou o banco a registar uma provisão de 540 milhões de libras.

Os lucros desceram 18% para 1,4 mil milhões de libras, mas ficaram acima do esperado pelos analistas, devido sobretudo ao bom desempenho da banca de investimento.

O Barclays anunciou hoje que o lucro atribuível no primeiro trimestre do ano foi de 1.404 milhões de libras (1.656 milhões de euros), menos 18% que no mesmo período do ano passado.

Segundo a Lusa, o lucro antes de impostos caiu 7% para 2.234 milhões de libras (2.636 milhões de euros), enquanto as receitas totais nos primeiros três meses do ano foram de 6.496 milhões de libras (7.665 milhões de euros), mais 10% que no mesmo trimestre do ano passado, disse o banco num comunicado enviado à bolsa de valores de Londres.

O rácio custo/receita foi de 63% no trimestre, contra 61% no período de um ano anterior, enquanto o rácio empréstimo/depósito foi de 68% em 31 de março.

Em termos de solvabilidade, o rácio CET1 foi de 13,8%.

O presidente executivo do banco, C.S. Venkatakrishnan, disse que estes resultados demonstram a “capacidade” da instituição britânica para alcançar o crescimento de receitas em todos os seus negócios.

“Estamos concentrados no impacto que os aumentos de preços estão a ter nos nossos clientes, pequenas empresas e clientes empresariais, que enfrentam condições difíceis este ano em resultado da inflação, problemas na cadeia de fornecimento e custos energéticos mais elevados”, acrescentou.

“Vamos apoiá-los de todas as formas possíveis durante este período difícil, e a economia em geral, como fizemos durante a pandemia da Covid-19”, disse ainda

Recomendadas

Santander Totta com aumento de capital de 135 milhões totalmente realizado

O Banco liderado por Pedro Castro e Almeida concluiu o aumento de capital que tinha sido aprovado a 4 de maio.

Bancos globalmente sistémicos com melhor performance dos resultados no primeiro trimestre

O Goldman Sachs fez uma análise aos resultados dos bancos no primeiro trimestre comparando, por um lado, os globalmente sistémicos dos outros e, por outro, os bancos da zona euro e de fora do euro. Em termos de rentabilidade o ROTE caiu 1,4 pp nos G-SIBs e subiu 0,5 pp nos outros bancos. Sendo nos G-SIBs em média de 7,7% e nos bancos não sistémicos, em média, de 10,3%.

Crédito Agrícola com lucros a caírem 51% para 37,5 milhões no primeiro trimestre

Esta redução de 50,7%, segundo o grupo, “é influenciada pelos resultados, não recorrentes, obtidos no 1º trimestre de 2021, relacionados com “ganhos líquidos com operações financeiras e com juros retroactivos, referentes a 2020, recebidos no âmbito do programa de financiamento do BCE – TLTRO III”. O ROE do Grupo CA fixou-se em 7,1% em março.
Comentários