BCE avança para compra de títulos ABS

  O Banco Central Europeu (BCE) publicou os preceitos legais para comprar títulos ABS (Asset-Backed Securities), dívida titularizada, o que lhe permite iniciar a compra na sexta-feira, indicou a agência Bloomberg. A medida “entra em vigor no dia a seguir” à publicação do enquadramento legal no ‘site’ do BCE, referiu o banco. Num comunicado divulgado […]

 

O Banco Central Europeu (BCE) publicou os preceitos legais para comprar títulos ABS (Asset-Backed Securities), dívida titularizada, o que lhe permite iniciar a compra na sexta-feira, indicou a agência Bloomberg.

A medida “entra em vigor no dia a seguir” à publicação do enquadramento legal no ‘site’ do BCE, referiu o banco.

Num comunicado divulgado a 30 de outubro, o BCE já tinha anunciado que começaria em novembro a comprar títulos ABS e mais recentemente, Yves Mersh, membro da direção do banco, afirmou que a compra começaria esta semana.

O presidente do BCE, Mario Draghi, anunciou no início de setembro que a instituição lançaria a partir de outubro um programa de compra de ativos para apoiar o crédito e dinamizar a economia da zona euro.

O programa teve início a 20 de outubro com a aquisição de obrigações hipotecárias.

 

OJE/Lusa

Recomendadas

Compra de carros de luxo pela TAP “é um problema de bom senso”, diz Marcelo Rebelo de Sousa

“Já falei em relação a várias entidades públicas no passado e em relação à distribuição de dividendos e em relação aos salários e entendo que quando se está num período de dificuldade deve fazer-se um esforço para dar o exemplo de contenção”, defendeu hoje Marcelo Rebelo de Sousa.

Albergaria investe 3,7 milhões de euros na zona industrial para captar investimento e criar emprego

O município “tem realizado um forte investimento no desenvolvimento económico, dinamizando o sector empresarial e a economia local” nos últimos anos, segundo António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.

SIC: Alargamento da dedução dos juros da habitação em sede de IRS poderá abranger mais de 660 mil famílias

Segundo a SIC Notícias, se a medida for incluída no Orçamento do próximo ano, como se espera, poderá abranger mais de 660 mil famílias.