BCE deve subir os juros em 0,50% em dezembro e moderar aumentos em 2023

A Bloomberg avançou com a notícia de que a opção pela subida de 50 pontos base, em detrimento de 75 pontos base está a ganhar força no Conselho do BCE. Mas um novo aumento da inflação pode ainda convencer os decisores políticos do contrário.

O BCE deve subir os juros em 50 pontos base em dezembro para 2% e moderar os aumentos em 2023, segundo uma notícia da “Bloomberg” que cita membros do Conselho de Governadores.

A notícia cita fontes familiarizadas com o assunto a dizer que os formuladores de políticas do Banco Central Europeu podem desacelerar o aumento da taxa de juros com um aumento de apenas 50 pontos-base no próximo mês, e que as discussões iniciais sugerem uma falta de impulso para outro movimento de 75 pontos-base nesta altura, exceto se houver outro aumento surpresa na inflação. Segundo a “Bloomberg”, parece haver um consenso em torno de uma medida menos agressiva.

Entre as razões citadas estão os crescentes riscos de recessão, a possibilidade de as pressões sobre os preços do consumidor enfraquecerem, e a perspetiva de um movimento de meio ponto na taxa de depósitos para 2% atingir perto do chamado nível neutro que já não estimula a economia. Foi também citada a necessidade de negociar um início de redução dos balanços do banco central.

O Governador do Banco de França deu esta quarta-feira um claro sinal de que os aumentos supersónicos de juros no BCE são uma opção do passado e que na reunião de dezembro o banco central deverá optar por um agravamento mais brando colocando a taxa num nível normal de 2%. Segundo a newsletter da BA&N Unit Research, a concretizar-se este movimento, o BCE subirá os juros num total de 250 pontos base em 2022, prosseguindo em 2023 com o aperto da política monetária “de uma forma mais flexível e menos rápida”, assinalou François Villeroy de Galhau.

A quatro semanas da decisão final do BCE do ano em 15 de dezembro, os decisores do BCE ainda têm muito tempo para tomar uma decisão. Num cenário de expectativas do mercado para uma subida de meio ponto, os decisores políticos falcões não tentaram muito contrariar essa opinião, mas insistem num terceiro aumento consecutivo de 75 pontos de base.

 

Recomendadas

EUA incluem Irão, grupo Wagner e talibãs na lista negra de liberdade religiosa

O Governo dos Estados Unidos anunciou hoje a sua ‘lista negra’ de países e organizações que atentam contra a liberdade religiosa, nela incluindo Cuba, China, Irão, Rússia, o grupo Wagner e os talibãs, entre outros.

Crise/Energia: Desconto no ISP reduz-se em dezembro com queda dos preços dos combustíveis

O Ministério das Finanças anunciou hoje que em dezembro há uma redução do desconto do ISP em 3,9 cêntimos por litro de gasóleo e em 2,4 cêntimos por litro de gasolina, tendo em conta a queda dos preços.

PremiumEmpresários pedem “velocidade” nos dossiers da economia e turismo

Confederações de empresários da indústria e de turismo agradecem aos secretários de Estado demissionários e esperam que os novos continuem o trabalho já realizado, concretizando planos anunciados.
Comentários