BCE. Limitar bónus de gestores e garantir a solvência dos bancos

Requerida a aceleração do aumento do rácio de capital “fully loaded”

Preservar o capital. É com este objetivo que o Banco Central Europeu (BCE) vinculou a retribuição variável dos banqueiros à solvência de cada entidade. E para isso, tem um olho na evolução do rácio de capital em execução ao abrigo do acordo Basileia III, que adianta as exigências normativas como se já estivéssemos em 2019.

Após comunicar aos bancos a sua decisão há semanas, de forma informal, o Mecanismo Único de Supervisão do BCE remeteu uma carta às 123 entidades bancárias mais significativas sob sua vigilância direta, na qual aconselha os bancos a adotar uma política de remuneração variável prudente.

Mesmo que o BCE possa converter qualquer recomendação em obrigação, em virtude da sua autoridade de impor sobretaxas de capital, está previsto que o seu conselho de supervisão bancária adote em breve uma decisão com diretrizes específicas sobre os salários atendendo ao rácio de capital fully load individual dos bancos, indicam fontes financeiras.
OJE
Recomendadas

Inflação pode retirar competitividade às empresas portuguesas

Responsável da Fundação AIP considera que os custos nos transportes, aliados ao atual quadro político poderá levar a que esta não seja a melhor altura para o sector empresarial se expandir para os mercados mais longínquos. Investir na vertente digital é outro dos desafios.

Bancos sujeitos a coimas até 1,5 milhões se não aplicarem diploma do Governo para crédito à habitação

Está já em vigor, a partir deste sábado, o diploma que estabelece medidas destinadas a mitigar os efeitos do incremento dos indexantes de referência de contratos de crédito para aquisição ou construção de habitação própria permanente. Bancos têm 45 dias a partir de hoje para aplicar as medidas.

Ministra da Justiça diz que é preciso melhorar condições dos processos de recuperação de empresas

“A melhoria das condições de processos de recuperação [de empresas], sobretudo em períodos de insolvência e de dúvida, como o que atravessamos, é um desafio, mas um desafio que temos de concretizar”, afirmou Catarina Sarmento e Castro.