BCE mantém taxas de juro inalteradas

O Conselho do Governador do BCE explicou que as taxas de juro vão permanecer nos níveis atuais, ou em níveis menores, até que o outlook para a inflação convirja para próximo da meta de 2%.

O Conselho de Governadores do Banco Central Europeu (BCE) decidiu manter inalteradas a taxas de juro. A instituição liderada por Christine Lagarde decidiu manter taxa de juro de depósito em -0,50%, a taxa de juro aplicável às operações principais de refinanciamento e as taxas de juro aplicáveis à facilidade permanente de cedência de liquidez  permanecem em 0,00% e 0,25%, respetivamente.

Em comunicado, o Conselho do Governador do BCE explicou que as taxas de juro vão permanecer nos níveis atuais, ou em níveis menores, até que o outlook para a inflação convirja para próximo da meta de 2%.

A decisão do BCE de manter inalteradas as taxas de juro difere da Reserva Federal norte-americana (a Fed), do Banco do Canadá e do Banco de Inglaterra, que seguido cortaram as taxas de juro por forma a mitigar o impacto negativo do novo coronavírus na economia.

No dia 3 de março, a Fed cortou em 50 pontos basefederal funds rate para um intervalo entre 1% e 1,25%. No dia seguinte, o Banco do Canadá anunciou política idêntica, também cortando as taxas de juro em 50 pontos base para um intervalo de 1% a 1,25%, com a correspondente taxa de depósito fixada em 1%. E, ontem, depois de uma reunião de emergência, o Banco de Inglaterra cortou as taxas de juro de 0,75% para 0,25%.

 

Relacionadas

BCE anuncia 120 mil milhões de euros adicionais em compra de ativos até final do ano

O banco central liderado por Christine Lagarde explicou que a medida que acrescenta à ao atual programa de compra de ativos no valor de 20 mil milhões de euros por mês visa apoiar “condições de financiamento favoráveis para a economia real em tempos de incerteza mais elevada”.

BCE põe taxa nos empréstimos de longo prazo à banca em 25 pontos base abaixo da média do Eurosistema

Banco Central Europeu manteve as taxas de juros inalteradas, mas adotou um pacote de estímulos à economia, que incluem empréstimos mais baratos para a banca.
Recomendadas

PSI inicia sessão no ‘verde’ em linha com generalidade das praças europeias

O desempenho das energéticas é misto. A Galp Energia ganha 1,74% para 11,66 euros e a EDP sobe 0,30% para 4,40 euros. Por outro lado, a EDP Renováveis perde 0,36% para 22,07 euros e a Greenvolt recua 0,76% para 7,81 euros.

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta terça-feira

Alemanha e Espanha arrancam com as divulgações da pressão de preços em novembro, embora em fases diferentes do fenómeno. Em ambos os casos, o impacto para a economia da moeda única será substancial, pelo que os investidores procurarão sinais sobre a política monetária europeia de médio-prazo.

Wall Street encerra sessão com índices a desvalorizar mais de 1%

No fim de sessão em Wall Street o Dow Jones perde 1,45% para 33.849,46 pontos, o S&P 500 cai 1,51% para 3.965,30 pontos e o tecnológico Nasdaq cede 1,58% para 11.049,50 pontos. 
Comentários