BCE promete mais aumentos de juros depois de maior subida da sua história

Questionada sobre os aumentos futuros dos juros, a presidente do BCE frisou que os 75 p.b. não são a norma e que os aumentos futuros podem ser menores. No entanto, recusou-se a descartar um aumento igualmente grande no futuro.

O Banco Central Europeu (BCE) aumentou esta quinta-feira os juros em 75 pontos base (p.b.), o maior aumento de juros da sua história, e prometeu futuros aumentos.

A prioridade é estabilizar preços e combater a inflação, frisou a presidente do BCE, esta tarde em conferência de imprensa, após o anúncio da decisão de aumento dos juros .

O objetivo é que a inflação, que chegou em agosto aos 9,1% na Zona Euro, recue para os 2% a médio prazo.

“Tomamos a decisão hoje de continuar a aumentar os juros, porque acreditamos que estamos longe da taxa que nos vai permitir recuar a inflação para os 2% a médio prazo”, declarou Christine Lagarde. “Vamos tomar os passos que forem necessários para lá chegar. Pensamos que teremos de ter várias reuniões, provavelmente mais de duas, incluindo esta, mas também provavelmente menos de cinco”.

Questionada sobre os aumentos futuros dos juros, a presidente do BCE frisou que os 75 p.b. não são a norma e que os aumentos futuros podem ser menores. No entanto, recusou-se a descartar um aumento igualmente grande no futuro.

Recomendadas

China diz que EUA estão a enviar “sinais perigosos” sobre Taiwan

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês deixou claro que uma escalada das atividades independentistas torna difícil um acordo pacífico, no que diz respeito a Taiwan,

Vieira da Silva desaconselha mudança da lei das pensões. “É mais sensato suspender”

Para o ex-ministro Vieira da Silva, seria mais sensato suspender a lei da atualização das pensões, não sendo este o momento para proceder a alterações à fórmula legal.

Médicos dão prazo de duas semanas para Ministério da Saúde marcar reunião

“Já fizemos seguir o pedido de reunião ao senhor ministro [da Saúde, Manuel Pizarro] e solicitámos que essa reunião se desenvolva com a celeridade que deve e estabelecemos um limite para nas próximas duas semanas sermos convocados para essa reunião”, adiantou Noel Carrilho.
Comentários