BCE volta hoje a subir taxas de juro pela segunda vez consecutiva

Em julho, a instituição liderada por Christine Lagarde decidiu subir as suas taxas de juro em 50 pontos base, com efeitos a partir de 27 de julho. O BCE indicou também que nas próximas reuniões continuará a subir as taxas de juro.

O Banco Central Europeu (BCE) deverá voltar hoje a subir as taxas de juro, depois de o ter feito em julho pela primeira vez em 11 anos, com os analistas a apostarem num incremento de 50 a 75 pontos base.

Em julho, a instituição liderada por Christine Lagarde decidiu subir as suas taxas de juro em 50 pontos base, com efeitos a partir de 27 de julho.

A taxa de juro das principais operações de refinanciamento passou de 0% para 0,50%, a taxa aplicável à facilidade permanente de cedência de liquidez ficou agora em 0,75% e a taxa de depósito que estava em terreno negativo (-0,50%) subiu para 0%.

“O Conselho do BCE considerou apropriado dar um primeiro passo maior, na sua trajetória de normalização das taxas de juro diretoras, do que o sinalizado na reunião anterior”, referiu em comunicado o banco central divulgado na altura, que optou por uma subida de 50 pontos base em vez dos 25 pontos base indicados inicialmente.

O BCE indicou também que nas próximas reuniões continuará a subir as taxas de juro.

Segundo os analistas, o Conselho de Governadores deverá decidir na reunião de hoje uma subida dos juros entre 50 a 75 pontos base.

O banco central irá também divulgar a atualização das projeções económicas, que incluem o Produto Interno Bruto (PIB) e a inflação da zona euro.

Recomendadas

“A Reserva Federal tem corrido atrás do prejuízo”. Ouça o podcast “Mercados em Ação”

No “Mercados em Ação”, podcast do JE, vai poder contar com a análise de especialistas em temas como ações e obrigações; investimento e poupança; BCE e FED; resultados e empresas; análises e gráficos.

Plataforma de criptomoedas Binance roubada em 103 milhões após ataque informático

A Binance, uma das maiores plataformas de criptomoedas do mundo, revelou hoje que foi atacada por piratas informáticos, tendo a grandeza do roubo rondado os 100 milhões dólares (103 milhões de euros).
Comentários