Bed Bath & Beyond – a meme stock do momento

O exemplo da empresa Bed Bath & Beyond mostra que a história, mesmo que não se repita, gosta de rimar.

A maioria dos investidores e entusiastas do mercado de ações lembra-se do famoso short squeeze nas ações da GameStop, quando um grupo de investidores individuais do grupo WallStreetBets, do fórum Reddit, fez com que o preço das ações explodisse como resultado do chamado “squeeze” de posições curtas que os hedge funds detinham nas ações da empresa. O exemplo da empresa Bed Bath & Beyond mostra que a história, mesmo que não se repita, gosta de rimar.

David vs Golias

Ultimamente, a expressão “Bed Bath & Beyond” não desaparece das manchetes dos fóruns de investimentos. A empresa registou uma explosão no preço das ações motivada pela divulgação de um dos holders da empresa, o CEO da GameStop (GAME.US) e bem conhecido entre os investidores de retalho, Ryan Cohen. Cohen detém agora uma participação de 10% no capital da BBBY.US através do fundo de investimento RC Ventures.

A Bed Bath & Beyond tem sido historicamente vista como uma concorrente ‘indesejável’ de grandes cadeias como a Amazon, o que, além disso, pode tornar o sentimento da comunidade do Reddit extremamente positivo. Não é surpresa, então, que a empresa tenha entrado no radar de investimentos da comunidade Reddit que, após o sucesso do short squeeze na GameStop, passou a acreditar que poderia vencer os grandes hedge funds de Wall Street no curto prazo. Em poucas palavras, o short squeeze de posições curtas envolve “aumentar” artificialmente o preço das ações de uma determinada empresa na qual grandes hedge funds assumiram posições curtas significativas (ou seja, apostaram na queda do preço das ações).

Como resultado do aumento dinâmico do preço das ações causado pela compra massiva de ações por um grupo organizado de investidores individuais, os fundos são obrigados a cobrir as suas posições vendidas perdedoras, o que faz com que o preço das ações da empresa em questão suba ainda mais. A “diversão” desta estratégia é conseguir sair da posição a tempo, antes que fique sem combustível. E tal não é fácil, especialmente se depois do máximo de ontem, a ação subir mais de 550% em relação ao mínimo de 27 de julho. Por outras palavras, a ação subiu mais de seis vezes em apenas 15 sessões.

“Greed is good”

Esta famosa frase do filme Wall Street proferida por Gordon Gekko orienta os investidores que procuram lucrar com o short squeeze das ações da BBBY. Neste caso, a boa e velha análise fundamental não se aplica. Tudo o que está em jogo são nervos de aço e a ganância mantidos sob controlo para não tentar vender à força no topo. No entanto, a ganância lança a seguinte questão: onde pode estar localizado o pico potencial? Parece que a área dos US $30 deve ser observada de perto. Esta zona representa não apenas o máximo de dia 17 de agosto, mas também o máximo de 2022. Se o preço quebrasse esse nível, poderia abrir caminho para os US $35. Acima dos US $35, o nível mais importante é a zona dos US $43 a US $43,50, que corresponde à retração de 78,6% de Fibonacci. Se a ação ultrapassasse esse nível, poderia abrir caminho para os US $50 e para o máximo de 2021 próximo dos US $54.

À procura do pico

Quando decide vender as suas posições, pode valer a pena seguir o velho ditado do mercado de ações que refere que “vale a pena dar ao mercado os últimos 10% de valorização” e não procurar o “pombo no telhado”. Especialmente se o valor da ação detida já tiver subido mais de 500%.

Gráfico da Bed Bath & Beyond (BBBY.US), intervalo D1. Fonte: xStation 5

Poderia ter sido a Gamestop 2.0

Ryan Cohen havia apresentado à SEC a sua intenção de vender toda a sua participação na BBBY na semana passada. Na sexta-feira, vendeu abruptamente toda a sua participação na retalhista, que caiu 42% para os US $10,80. Apesar das perdas de sexta-feira, as ações variaram entre +3% a +55% este mês de agosto. Esta última montanha-russa não deverá extinguir a tendência das meme stocks, com os investidores desejosos de aproveitar esta onda de especulação, sobretudo à medida que Wall Street tem recuperado nas últimas semanas. Quem será o próximo candidato?

 

Este material é uma comunicação de marketing na aceção do artigo 24.º, n.º 3, da Diretiva 2014/65 / UE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de maio de 2014, sobre os mercados de instrumentos financeiros e que altera a Diretiva 2002/92 / CE e Diretiva 2011/61/ UE (MiFID II). A comunicação de marketing não é uma recomendação de investimento ou informação que recomenda ou sugere uma estratégia de investimento na aceção do Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho de 16 de abril de 2014 sobre o abuso de mercado (regulamentação do abuso de mercado) e revogação da Diretiva 2003/6 / CE do Parlamento Europeu e do Conselho e das Diretivas da Comissão 2003/124 / CE, 2003/125 / CE e 2004/72 / CE e do Regulamento Delegado da Comissão (UE ) 2016/958 de 9 de março de 2016 que completa o Regulamento (UE) n.º 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas regulamentares para as disposições técnicas para a apresentação objetiva de recomendações de investimento, ou outras informações, recomendação ou sugestão de uma estratégia de investimento e para a divulgação de interesses particulares ou indicações de conflitos de interesse ou qualquer outro conselho, incluindo na área de consultoria de investimento, nos termos do Código dos Valores Mobiliários, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 486/99, de 13 de Novembro. A comunicação de marketing é elaborada com a máxima diligência, objetividade, apresenta os factos do conhecimento do autor na data da preparação e é desprovida de quaisquer elementos de avaliação. A comunicação de marketing é elaborada sem considerar as necessidades do cliente, a sua situação financeira individual e não apresenta qualquer estratégia de investimento de forma alguma. A comunicação de marketing não constitui uma oferta ou oferta de venda, subscrição, convite de compra, publicidade ou promoção de qualquer instrumento financeiro. A XTB, S.A. – Sucursal em Portugal não se responsabiliza por quaisquer ações ou omissões do cliente, em particular pela aquisição ou alienação de instrumentos financeiros. A XTB não aceitará a responsabilidade por qualquer perda ou dano, incluindo, sem limitação, qualquer perda que possa surgir direta ou indiretamente realizada com base nas informações contidas na presente comunicação comercial. Caso o comunicado de marketing contenha informações sobre quaisquer resultados relativos aos instrumentos financeiros nela indicados, estes não constituem qualquer garantia ou previsão de resultados futuros. O desempenho passado não é necessariamente indicativo de resultados futuros, e qualquer pessoa que atue com base nesta informação fá-lo inteiramente por sua conta e risco.

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a XTB.

Recomendadas

Que impacto terá o novo Orçamento de Estado para as famílias? Descubra no Webinar de 14 de Outubro!

Save the date! É já no próximo dia 14 de outubro, às 15h00, o Webinar dedicado ao impacto que o Orçamento de Estado para 2023 irá ter sobre as famílias portuguesas.

A Mobilidade elétrica acelera a descarbonização das empresas

Na sua definição mais simples, descarbonizar significa “tirar carbono a”. E no caso da energia, significa que cada vez mais, queremos trocar as energias fósseis, que emitem gases de efeito estufa, por mais energias verdes, renováveis.

Euribor em máximos de uma década

O que pode fazer para cobrir a subida dos juros do seu empréstimo à habitação?
Comentários