Benfica SAD com prejuízos de 35 milhões de euros em 2021/22

Em conferência de imprensa, Rui Costa justificou os resultados económicos e financeiros com as opções estratégicas tomadas ao longo do ano, que privilegia os aspetos desportivos em relação aos financeiros, em linha com a reestruturação do projeto desportivo que assumiu.

José Sena Goulão/Lusa

A Benfica SAD anunciou esta tarde que registou um resultado negativo de 35 milhões de euros referente ao ano 2021/2022.

Numa conferência de imprensa atípica, convocada três semanas mais cedo do que o habitual, Rui Costa justificou os referidos resultados económicos e financeiros com as “opções estratégicas tomadas ao longo do ano, que privilegia os aspetos desportivos em relação aos financeiros”, em linha com a reestruturação do projeto desportivo que assumiu, que tem entre os seus pilares a aposta na formação.

Em declarações aos jornalistas, Domingos Soares de Oliveira, CEO da SAD do Benfica, sublinhou que o exercício anunciado é consequência de uma “opção, pensada, refletida e estudada”, corroborando a justificação apresentada por Rui Costa sobre a decisão de não vender jogadores da formação.

No que diz respeito aos termos operacionais sem direitos de atletas do clube, a Benfica SAD reportou uma melhoria de 37,4 milhões de euros em relação ao ano anterior ao em análise.

Quando aos rendimentos operacionais (sem transações de direitos de atletas), a Benfica SAD aponta para mais de 169,3 milhões de euros, um valor relacionado com a participação e desempenho do clube na Liga dos Campeões, bem como com o regresso gradual dos adeptos ao estádio na época em análise, é mencionado na nota enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O montante correspondente às transações de direitos de atletas foi de 41,6 milhões de euros, uma descida de 52,5% em relação ao valor de 87,6 milhões de euros alcançados no ano homólogo.

Contudo, no ano em análise, a Benfica SAD teve o terceiro melhor exercício de sempre no que diz respeito aos rendimentos totais de 240,2 milhões de euros.

Perante o resultado líquido negativo no exercício de 2021/22, Rui Costa deixou uma mensagem ao “universo benfiquista”, sublinhando que o clube está “muito saudável” financeiramente e que tem 109 milhões de euros em capitais próprios: “Iremos chegar à simbiose de resultados desportivos e financeiros”.

Recomendadas

António Costa e Pedro Sánchez querem um Mundial2030 “para a paz”

“Já demonstrámos capacidade para organizar eventos de primeira linha. Portugal e Espanha estão prontos para receber, juntamente com a Ucrânia, o Mundial de futebol de 2030. Queremos um campeonato para a paz, mostrar o melhor do desporto, mas também os melhores valores da Europa”, escreveu o primeiro-ministro luso na rede social Twiiter, mensagem que também foi publicada pelo presidente do governo espanhol.

Revista de imprensa nacional: as notícias que estão a marcar esta quarta-feira

“Governo vai mexer nos escalões do IRS no próximo ano”; “Polícias proibidos de disparar com balas reais contra multidões”; “22 mil milhões de euros para a banca”

Vieira diz que divulgação de emails foi “estratégia do FC Porto para manchar nome do Benfica”

O antigo presidente do Benfica Luís Filipe Vieira afirmou hoje em tribunal que a divulgação de emails sobre o clube no Porto Canal foi “uma estratégia do FC Porto para manchar o nome” do clube lisboeta.
Comentários