Bison Digital Assets associa-se a Sygnum para entrar nos criptoativos

“Esta parceria estratégica com o Sygnum vem permitir aos clientes finais da Bison Digital Assets o acesso a comprar, vender e deter criptomoedas como a Bitcoin (BTC) e a Ethereum (ETH), de forma rápida e eficiente” diz o banco.

A Bison Digital Assets, subsidiária de criptoativos do Bison Bank “licenciada pelo Banco de Portugal”, estabelece parceria com o Sygnum Bank para entrar no mercado global de criptoativos, com serviços regulados de Custódia e Troca de ativos digitais, anuncia o banco em comunicado.

A plataforma B2B do Sygnum proporciona à Bison Digital Assets acesso rápido e modular a todo o conjunto de serviços regulados de ativos digitais, explica o banco em comunicado.

“Esta parceria estratégica com o Sygnum vem permitir aos clientes finais da Bison Digital Assets o acesso a comprar, vender e deter criptomoedas como a Bitcoin (BTC) e a Ethereum (ETH), de forma rápida e eficiente” diz o banco que acrescenta que “a oferta de Bison Digital Assets está desenhada para permitir a captura de mais Share-of-Wallet dos clientes existentes, juntamente com quota de mercado adicional através do acesso ao mercado global de criptoativos”.

Esta cooperação estratégica vem assim consolidar o plano do Bison Bank de criar uma ponte entre ativos tradicionais e ativos digitais, permitindo aos seus clientes finais comprar, vender e deter de forma confortável criptomoedas como Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH).

Recorde-se que a Bison Digital Assets é o primeiro prestador de serviços de ativos virtuais em Portugal (VASP), detido por um banco, a ter recebido a licença do regulador, o Banco de Portugal. É também um dos poucos na Europa.

A Bison Digital Assets é assim o primeiro cliente europeu bancário B2B do Sygnum, juntando-se a mais 15 atualmente na plataforma.

“O Bison Bank irá potenciar a capacidade da Bison Digital Assets para garantir a segurança dos ativos digitais dos seus clientes e criar uma ponte entre estes e os ativos tradicionais. A parceria com o Sygnum surge com o intuito de fornecer serviços de referência em criptomoedas a clientes institucionais e clientes individuais de elevado património (High Net Worth Individuals)”, refere a instituição.

A atividade bancária B2B do Sygnum já permite atualmente a 15 parceiros a operação regulada de ativos digitais sob marca própria e mantendo o controlo total das relações com os seus clientes, explica o Bison Bank.

“Esta oferta alargada é sustentada pelos processos robustos de compliance do Sygnum e da Bison Digital Assets. A eficiência operacional do Sygnum, bem como a sua capacidade de gerir os ativos digitais dos clientes fora do balanço financeiro, ajudará a minimizar o risco”, garante o banco.

António Henriques, CEO do Bison Digital Assets defende que “as instituições financeiras devem aderir às mais elevadas normas regulamentares, de compliance e de segurança quando dão a possibilidade aos seus clientes de deterem criptomoedas. Orgulhamo-nos de ser parceiros do Sygnum e de tirar partido da sua experiência e historial estabelecido em ativos digitais, à medida que damos os nossos primeiros passos neste mercado.”

Já Fritz Jost, Chief B2B Officer do Sygnum, diz que “a inovação e a capacidade de continuar a oferecer outras opções aos clientes é a chave para qualquer banco se manter competitivo e preparado para o futuro”.

“A nossa plataforma B2B permite isto de forma rápida e alinhada com o compliance da Bison Digital Assets. Isto representa um reforço de confiança no que toca à expansão do ecossistema de criptomoedas na Europa, e procuramos  estabelecer parcerias com bancos e VASPs apoiados por bancos que permitam aos seus clientes finais investir em ativos digitais com total confiança” acrescenta.

Recomendadas

Santander aumenta salário de todos os funcionários em Espanha em 4,5%

Banco tinha previsto aumento de 1,25% de aumento para os funcionários mas, para fazer face ao aumento da inflação, reabriu a negociação coletiva e decretou um aumento na ordem dos 4,5%.

Santander com mais 30% de amortizações antecipadas de crédito à habitação

Num ano em que qualquer amortização antecipada de crédito hipotecário está isenta de comissões, o banco regista já um aumento de 30% das amortizações antecipadas nos últimos três meses, face ao padrão que existia.

PremiumSantander insta BdP a rever regra dos créditos da casa

À Euribor e spread, o regulador recomenda que se somem outros 3% à taxa final na análise da banca à solvabilidade dos clientes nos créditos a taxa variável. Para o Santander, esta regra deveria ser revista perante a subida dos juros.
Comentários