Blackrock com mais de 3% da EDP Renováveis

Segundo o comunicado da CMVM, a BlackRock, em resultado de transações executadas a 5 de dezembro de 2022, ultrapassou o patamar mínimo de 3% para posições acionistas qualificadas.

“Mostrámos que é possível explorar vento em locais que seriam inacessíveis”, disse o diretor do projeto, José Pinheiro

A Blackrock comunicou a aquisição de uma participação qualificada na EDP Renováveis. Segundo o comunicado da CMVM, a BlackRock, em resultado de transações executadas a 5 de dezembro de 2022, ultrapassou o patamar mínimo de 3% para posições acionistas qualificadas.

Após tais transações, à Blackrock “é atribuída com 28.823.929 direitos de voto na EDPR, correspondente a 3% do total de direitos de voto na empresa”, lê-se no comunicado.

Excluindo o principal acionista, o Grupo EDP, que tem 74,98% os acionistas da EDP Renováveis incluem mais de 30.000 investidores institucionais e privados em 30 países, com predominância na Europa e EUA, sendo o Reino Unido o país mais representado.

Recomendadas

Dinamarquesa Eurowind Energy investe mais de 400 milhões de euros em Portugal

A multinacional dinamarquesa Eurowind Energy, que inaugurou esta terça-feira o segundo parque solar de produção de eletricidade do país, quer investir até ao fim desta década mais de 400 milhões de euros em Portugal.

Oito empresas portuguesas no index de igualdade de género da Bloomberg

Em análise estiveram cinco aspetos, desde a capacidade de liderança de talentos até às medidas contra o assédio sexual em ambiente profissional.

EBA lança teste de stress de 2023 para a banca e usa o mais severo de sempre dos cenários adversos

O teste de stress a nível da UE será conduzido numa amostra muito maior em comparação com anos anteriores, abrangendo 70 bancos da UE e 75% do total dos activos bancários na UE. Em termos de queda do PIB, o cenário adverso de 2023 é o mais severo utilizado até à data em toda a UE nos testes da banca.
Comentários