Bloco de Esquerda quer que transportes coletivos sejam gratuitos

Segundo Catarina Martins o BE quer “começar por garantir os passes gratuitos a quem está desempregado, estender depois a todos os menores de 18 e a todos os maiores de 65 anos”.

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, disse que o partido pretende criar um plano para que os transportes públicos sejam gratuitos.

À margem da reunião com a administração da Carris, esta sexta-feira, Catarina Martins propôs criar um plano “para a gratuitidade dos transportes coletivos que nos permita libertar as cidades do carro individual”.

“Começar por garantir os passes gratuitos a quem está desempregado, estender depois a todos os menores de 18 e a todos os maiores de 65 anos e com isso criar um plano, a prazo, consistente, para a gratuitidade dos transportes coletivos que nos permita libertar as cidades do carro individual e que nos permita também fazer uma transição de mobilidade, uma transição energética, que é imprescindível no nosso tempo”, explicou a bloquista.

A líder do BE destacou “o percurso extraordinário que foi possível fazer com os transportes nestes últimos quatro anos”, mas também enalteceu a Carris tem mais 400 motoristas do que há quatro anos. Para Catarina Martins “isto significa o aumento da frota, a sua modernização e um aumento das linhas”.

Catarina Martins recordou ainda que, em 2017, “estava preparada a privatização da Carris, depois de um longo período em que foi diminuindo a oferta de transportes e os passes aumentaram de preço de uma forma vertiginosa”.

Relacionadas

Catarina Martins diz que enviar diplomas sobre professores para o TC “não tem nenhum sentido”

A coordenadora do BE considerou esta sexta-feira que “não tem nenhum sentido” o Governo pedir a fiscalização sucessiva de constitucionalidade de mais dois diplomas aprovados pelo parlamento, defendendo que está cumprida “em absoluto” a separação de poderes.
Recomendadas

PS salienta à FRELIMO “cumplicidade” entre portugueses e moçambicanos

Na mensagem que dirigiu ao congresso da FRELIMO, que decorre até quarta-feira, Carlos César transmite também uma saudação a esta força política moçambicana do secretário-geral do PS e primeiro-ministro português, António Costa.

Aeroporto: Marcelo saúda convergência e espera obras em marcha antes do fim do mandato

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que espera terminar o mandato, em março de 2026, “com a alegria de ver não só escolhida uma localização, não só começada a obra do aeroporto.

PR nos EUA: Marcelo chegou a San Diego onde não ia um Presidente português há 33 anos

“Há 30 anos que não vinha cá um Presidente, 33 anos, é uma conta certa, é capicua”, assinalou Marcelo Rebelo de Sousa à chega a San Diego.
Comentários