BlueCrow vai lançar fundo de capital de risco para ‘insurtech’

Anúncio foi feito pela ‘partner’ da sociedade financeira, no Fórum Seguros 2018. Bibi Sattar Marques defendeu que esta é uma área de grande interesse para investidores que valorizam novas tendências.

As insurtech são uma área de grande interesse para investidores que olham para a inovação, segundo a partner da BlueCrow Capital. Bibi Sattar Marques anunciou, no Fórum Seguros 2018, que é graças a essa convicção que a sociedade financeira irá lançar um fundo de investimento de capital de risco direcionado para insurtech.

“Os números de investimento dos seguradores têm aumentado”, sublinhou. “Particularmente na área das insurtech, não existem neste momento, em Portugal, muitas empresas a investir. Existe de facto este desafio”.

No ano passado, as seguradoras alocaram 53,1 mil milhões de euros a ativos de investimento, segundo números apresentados pela Associação Portuguesa de Seguradores na mesma conferência organizada esta quinta-feira pelo Jornal Económico e pela PwC. “Estou certa de que uma parte deste valor pode ser alocado para as insurtech através de capital de risco”, afirmou Sattar Marques.

“No que diz a incentivos e, em resposta a estes desafios, a BlueCrow está a desenhar um fundo de capital de risco orientado especificamente para insurtech que permite às entidades seguradores terem acesso a novas tecnologias, startups e know how que podem de certa forma a modernização da oferta de produtos e serviços atualmente”, anunciou a partner da sociedade financeira.

Sattar Marques frisou que esta é uma área de grande interesse para os investidores que valorizam as mais recentes tendências, que fornecem produtos e serviços totalmente criadas em resposta às exigências que vão surgindo no mercado e a consumidores mais exigentes.

Relacionadas

Players veem Insurtech como colaborativas e não disruptivas

Para os principais ‘players’ do setor, as ‘insurtech’ têm um papel incontornável no desenvolvimento dos seguros e na definição das estratégias para o futuro.

“Insurtech estão em quase todos os campos de atividade da atividade seguradora”, diz PwC

Seguradores devem definir uma estratégia capitalizando as oportunidades, sublinhou Carlos Maia, da PwC, no Fórum Seguros 2018, um evento organizado pela consultora e pelo Jornal Económico esta quinta-feira em Lisboa.
Recomendadas

Euribor volta a subir para novo máximo a seis meses e cai a três e a 12 meses

As taxas Euribor desceram hoje, pela primeira vez desde 09 de setembro, a três e a 12 meses, e voltaram a subir a seis meses, para um novo máximo desde janeiro de 2009.

BPI e FCT financiam 20 projetos e nove ideias para o desenvolvimento sustentável no Interior

A edição de 2022 do Programa Promove, uma iniciativa da Fundação “la Caixa”, em colaboração com o BPI e em parceria com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), concedeu apoios a fundo perdido de perto de 3,6 milhões a um total de 20 projetos e nove ideias destinados a impulsionar o desenvolvimento sustentável de regiões do interior de Portugal.

Tribunal de Contas não afasta cenário de novas injeções de capital no Novobanco

O juiz conselheiro relator do relatório da auditoria do Tribunal de Contas à gestão do Novobanco, José Quelhas, referiu hoje que não está afastado o cenário de novas injeções de dinheiro público no ex-BES.
Comentários