PremiumBNP Paribas junta-se à rede de parceiros do Técnico

Protocolo reforça ligação entre o maior empregador de talento qualificado do país e a centenária escola de engenharia. O banco, que já emprega 135 antigos alunos do IST, tem 30 vagas ‘premium’ para graduados da casa.

À partida, um banco até nem parece ser uma grande saída profissional para quem estuda no Técnico, porém é num grande grupo financeiro francês que muitos portugueses formados pela maior escola de engenharia encontram a chave para uma carreira. E, a partir de agora, muitos mais irão encontrar.

Um protocolo assinado, no início desta semana, entre o BNP Paribas e o Instituto Superior Técnico reforça a ligação entre o maior empregador de talento qualificado do país e a centenária escola de engenharia da Universidade de Lisboa, conforme destacou o CEO do BNP Paribas Portugal, Fabrice Segui.

Do outro lado, Rogério Colaço, recentemente chamado à liderança do Técnico, deixou a sua primeira assinatura neste projeto enquanto presidente da instituição. Ao Jornal Económico explicou que aquilo que as empresas contratualizam com o Técnico é, acima de tudo, confiança.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

BNA levanta suspensão da participação no mercado cambial imposta ao Finibanco Angola

O Finibanco Angola tinha sido suspenso de participar no mercado cambial, por um período de 45 dias, pelo Banco Nacional de Angola (BNA), depois de o supervisor bancário angolano detectar incumprimentos durante uma inspecção pontual, em meados de agosto.

Banco de Portugal mantém a zero a exigência aos bancos de um “reserva contracíclica de fundos próprios”

O Banco de Portugal revelou o tradicional comunicado sobre a reserva contracíclica de fundos próprios, desta vez relativa ao 4.º trimestre de 2022. O supervisor vai manter a dispensa de constituição de reserva contracíclica para a banca no quatro trimestre deste ano, à semelhança do que sucedeu nos anteriores.

Merlin Properties compra sede do Novobanco na Avenida da Liberdade por 112 milhões

A informação do comprador foi confirmada pela entidade bancária esta sexta-feira em comunicado, depois de já ter avançado com o valor do negócio nas últimas semanas.
Comentários