BNP Paribas Portugal junta-se ao movimento Jamais Sans Elles com acordo inédito pela diversidade de género

O BNP Paribas propôs-se a garantir 40% de mulheres no Comité Executivo do Banco e no G100 até 2025.

O BNP Paribas Portugal firmou, na manhã desta quinta-feira, uma parceria com o Jamais Sans Elles, ao assinar uma carta que estabelece os compromissos desse movimento a favor da igualdade de género em todos os âmbitos da sociedade, bem como um modelo de governo paritário.

A parceria foi cunhada pela equipa do Top Management da instituição bancária em Portugal, numa cerimónia que decorreu pelas 11h30 nos escritórios em Lisboa, com Caroline Courtin, Global Head of Diversity & Inclusion, e, Natacha Quester-Séméon, Managing Director and Spokesperson do #JamaisSansElles e Tatiana F. Salomon, Association President.

Entre os compromissos da agenda pela diversidade de género do BNP Paribas está a meta de 40% de mulheres no Comité Executivo do Banco e no G100 até 2025.

O movimento #JamaisSansElles, que teve início em 2016, em Paris, é acompanhado por cerca de mil signatários homens e mulheres, empreendedores, humanistas, referências do mundo digital e dos meios de comunicação, além de figuras ligadas à educação e à política “que, habituados a participar em discussões públicas e eventos, se recusam agora a participar em painéis de discussão/debate nos quais não sejam incluídas mulheres”.

Presente em duas dezenas de países, o movimento abrange, em média, mensalmente, cerca de 23 milhões de pessoas pelas diferentes ações do movimento, tendo sido já assumidos 630.000 compromissos nas redes sociais e organizados 30 eventos pela organização.

Fabrice Segui, CEO do BNP Paribas em Portugal, citado pelo comunicado, recorda que, “em França, o BNP Paribas foi precursor ao associar-se ao #JamaisSansElles”, pelo que o grupo quis igualmente marcar a posição da luta pela diversidade de género, “na medida em que o tema da igualdade de género tem norteado a atuação do BNP Paribas há vários anos”.

“Queremos sublinhar esta tomada de posição em Portugal e contribuir para uma sociedade mais sustentável, onde homens e mulheres tenham igualdade de oportunidades no decurso da carreira profissional”, continuou.

“Somos a primeira empresa a assinar esta carta de compromissos em Portugal com o #JamaisSansElles, mas temos a expetativa que outras organizações o façam no futuro contribuindo para o alcance de um dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável definidos pela ONU, no horizonte 2030: a Igualdade de género”, explicou a diretora de CSR e Diversidade e Inclusão do BNP Paribas, Luciana Peres.

Recomendadas

Bancos da zona euro devolvem antecipadamente 447,5 mil milhões ao BCE

Este montante vem juntar-se aos quase 300 mil milhões de euros que foram reembolsados antecipadamente em 23 de novembro.

Região de Coimbra lança Academia Gastronómica para reforçar distinção europeia

A Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra vai promover, em 2023, um conjunto de iniciativas para reforçar o estatuto de Região Europeia de Gastronomia com que foi distinguida no biénio de 2021-2022.

No segundo dia de greve, TAP operou 82 voos dos 119 voos previstos

“Até ao final do dia, a Companhia prevê efetuar a totalidade dos 119 voos programados para hoje, para 36 destinos, incluindo todos os de serviços mínimos”, lê-se no comunicado enviado às redações. No dia de ontem, foram realizados os 148 voos previstos, sendo 64 de serviços mínimos.
Comentários