Boeing envia documentação “preocupante” ao Congresso sobre 737 MAX

O presidente-executivo da empresa anunciou a demissão na segunda-feira, após a empresa ter comunicado que iria suspender o fabrico da aeronave.

A construtora aeronáutica Boeing enviou novos documentos ao Comité de Transportes do Congresso dos Estados Unidos da América que indiciam “um quadro muito preocupante” da resposta da empresa às preocupações de segurança sobre o 737 MAX, disse fonte da instituição parlamentar.

A Boeing enviou os documentos na noite de segunda-feira, poucas horas depois de anunciar a demissão imediata do seu presidente-executivo, Dennis Muilenburg, disse o assistente do comité que está atualmente a investigar o 737 MAX, uma aeronave cujo fabrico está suspenso desde 13 de Março, após dois acidentes fatais

O presidente-executivo da empresa anunciou a demissão anteontem, após a empresa ter comunicado que iria suspender o fabrico da aeronave.

Dois acidentes na Indonésia (2018) e na Etiópia (2019) daquele aparelho, em menos de cinco meses, mergulharam a Boeing na mais grave crise da sua história.

Recomendadas

Sonaecom rasga acordo com Isabel dos Santos

“À Sonae passa a ser imputada uma participação na NOS de cerca de 36,8% do capital social e dos direitos de voto nessa sociedade”, detalha a empresa liderada por Cláudia Azevedo.

Toyota Caetano Portugal com lucros de 7,3 milhões no semestre

Em comunicado à CMVM, a Toyota Caetano Portugal diz que os resultados líquidos consolidados ascenderam a 7,3 milhões de euros, o que compara com 11,7 milhões em dezembro de 2021 e com 2,98 milhões em junho de 2021.

Fintech holandesa lança serviços financeiros para PME com Mollie Capital

As fintechs financeiras estão a olhar para pequenas e médias empresas em Portugal. Depois da Rauva, vem agora a Mollie Capital anunciar-se como “o primeiro fornecedor de serviços financeiros para PME”.
Comentários