Bolsa de Lisboa abre em ligeira queda de 0,06%

A Bolsa de Lisboa abriu hoje em terreno negativo, com o PSI20, o principal índice da praça lisboeta, a cair ligeiros 0,06%, para 5.330.60 pontos. Na segunda-feira, o PSI20 encerrou a sessão a crescer 0,20%, para 5.333,70 pontos, num dia positivo na maioria das praças europeias, com o BCP a liderar os ganhos, ao subir […]

A Bolsa de Lisboa abriu hoje em terreno negativo, com o PSI20, o principal índice da praça lisboeta, a cair ligeiros 0,06%, para 5.330.60 pontos.

Na segunda-feira, o PSI20 encerrou a sessão a crescer 0,20%, para 5.333,70 pontos, num dia positivo na maioria das praças europeias, com o BCP a liderar os ganhos, ao subir mais de 4%.

Entre as 18 cotadas que atualmente integram o PSI20, oito avançaram, outras tantas desvalorizaram e duas fecharam inalteradas (Banif, nos 0,006 euros, e a EDP, nos 3,28 euros).

O setor financeiro liderou os ganhos da sessão, com as ações do BCP e do BPI em destaque. O BCP apreciou 4,22%, para 0,08 euros e o BPI avançou 2,60%, para 1,53 euros.

No resto da Europa, as subidas variaram entre os 1,16% de Madrid e os 0,49% de Paris. Já Londres fechou a cair 0,31%.

OJE/Lusa

Recomendadas

Wall Street encerra sessão a negociar no ‘verde’. Destaque para Dow Jones que soma mais de 2,50%

No final do dia em Wall Street, o Dow Jones avança 2,66% para 29.490,89 pontos, o S&P 500 ganha 2,47% para 3.674,30 pontos e o tecnológico Nasdaq valoriza 2,27% para 10.815,43 pontos. 

PSI lidera subidas na Europa com CTT e NOS a valorizarem à volta de 5%

“As bolsas europeias ganharam ânimo ao longo da sessão e acabaram por encerrar em alta, com o PSI em destaque, ao valorizar quase 2%. O índice de ações português foi impulsionado pelo disparo superior a 5% da NOS, perante perspetivas de que o mercado móvel nacional possa encolher de cinco para quatro players depois da Vodafone Portugal ter concordado em comprar a Nowo”, relata o analista do Millennium BCP, Ramiro Loureiro.

Samba Digital entra na Bolsa de Lisboa a 6 de outubro

A Samba Digital trabalha com os maiores clubes e jogadores do futebol inglês, francês, italiano e alemão. E, desde este ano, com a Primeira Liga Portuguesa.