Bolsa de Lisboa abre sessão no ‘verde’ em dia misto nas praças europeias

“Os mercados acionistas negoceiam pouco alterados esta quarta-feira, com os investidores atentos aos resultados das eleições intercalares nos Estados Unidos, que estão longe de confirmar uma vitória dos Republicanos, estando ainda em aberto quem vai controlar o Congresso”, destaca a nota diária da BA&N Research Unit.

A bolsa de Lisboa iniciou abriu a sessão desta quarta-feira em terreno positivo, estando o PSI a valorizar 0,47% para 5.797,81 pontos (08:15), numa sessão mista no plano europeu.

No sector energético, a Greenvolt ganha 0,61% para 8,21 euros, a Galp ganha 0,05% para 11,05 euros, enquanto a EDP Renováveis cai 0,33% para 21,46 euros.

Nas praças europeias, o alemão DAX cai 0,30% para 13.649,50 pontos, o britânico FTSE recua 0,34% para 7.282,04 pontos e o francês CAC está na ‘linha de água’; por outro lado, o espanhol IBEX avança 0,34% para 6.440,09 pontos.

“Os mercados acionistas negoceiam pouco alterados esta quarta-feira, com os investidores atentos aos resultados das eleições intercalares nos Estados
Unidos, que estão longe de confirmar uma vitória dos Republicanos, estando ainda em aberto quem vai controlar o Congresso”, destaca a nota diária da BA&N Research Unit.

No mercado petrolífero, o brent recua 0,51% para 94,87 dólares por barril e o crude perde 0,67% para 88,31 dólares.

Recomendadas

PremiumMercados somam e seguem

Índices acionistas encerram em alta em novembro, somando segundo ganho mensal consecutivo.

Wall Street encerra semana apenas com Dow Jones a negociar em terreno positivo

Ao final do dia em Wall Street, o Dow Jones soma 0,10% para 34.429,88 pontos, o S&P 500 perde 0,13% para 4.071,45 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 0,18% para 11.461,50 pontos. 

Euro regista ligeira valorização e segue acima de 1,05 dólares

Lisboa, 02 dez 2022 (Lusa) – O euro subiu hoje ligeiramente e mantinha-se a negociar acima de 1,05 dólares, após a divulgação de números melhores do que o previsto sobre a criação de emprego nos Estados Unidos.
Comentários