Bolsa de Lisboa cai para o ‘vermelho’ com apenas três cotadas em terreno positivo

No mercado cambial, o euro está a ter uma desvalorização de 0,23% face ao dólar, para os 1,0065 dólares.

A Bolsa de Lisboa (PSI) encontra-se a meio da sessão desta sexta-feira no ‘vermelho’, a desvalorizar 0,26%, para 6.253,17 pontos, com apenas três cotadas em terreno positivo.

A Greenvolt lidera nas perdas, desvalorizando 1,85%, com as suas ações a valerem 10,60 euros, seguida do BCP, que perde 1,33% para os 0,1483 euros, enquanto a The Navigator cai 0,68% para os 4,12 euros.

A Galp também segue a sessão a perder 0,28%, com as suas ações a valerem 10,75 euros, e a Jerónimo Martins cai 0,26% para os 22,96 euros.

A Nos SGPS lidera nos ganhos, a valorizar 0,75% com as suas ações a valerem 3,75 euros, seguida da Altri, que ganha 0,51% para os 5,89 euros, enquanto a EDP valoriza 0,20% para os 5,12 euros.

As principais bolsas europeias estão todas em terreno negativo, com o DAX (Alemanha) a perder 1,02%, o FTSE 100 (Reino Unido) a desvalorizar 0,15%, o CAC 40 (França) a cair 0,83% e o IBEX 35 (Espanha) a perder 1,13%.

O analista de mercados do Millenium BCP, Ramiro Loureiro, destaca o tombo do DAX, “depois de a Alemanha ter divulgado que os preços no produtor mostraram um crescimento sequencial bastante acima do esperado, com a leitura homóloga a registar um valor recorde, impulsionado pela métrica de preços de energia, que registou uma subida superior a 100% em termos homólogos, revelando o impacto do aumento dos preços de energia na maior economia da Europa”.

“De notar que esta métrica é de julho e que, só em agosto, os preços dos contratos forward de energia na Alemanha, a um ano, escalaram quase 50%”, frisa.

Ramiro Loureiro realça que a penalizar no plano europeu está também o gás natural para distribuição na Europa, cujos preços já transacionam onze vezes acima do preço médio nesta altura do ano.

“No Universo Stoxx600, o sector de Healthcare lidera, impulsionado pela Sonova que planeia aquisição de uma empresa na China. Já o de Viagens & Lazer é o que mais cai. No seio empresarial, a Just Eat sobe mais de 30% depois de anunciar venda de participação à Prosus”, salienta ainda.

O preço do barril de petróleo está a desvalorizar, com o brent a perder 1,97% para os 94,69 dólares e o crude a cair 1,91% para os 88,77 dólares.

No mercado cambial, o euro está a ter uma desvalorização de 0,23% face ao dólar, para os 1,0065 dólares.

Recomendadas

Juros da dívida de Portugal sobem a dois, cinco e dez anos

Às 08:30 em Lisboa, os juros a dez anos avançavam para 2,953%, contra 2,915% na terça-feira.

Bolsa de Lisboa abre a cair 0,52%

No resto da Europa, as subidas foram mais expressivas, com os investidores à espera de medidas de política monetária menos agressivas nas próximas reuniões dos bancos centrais.

Wall Street fecha eufórica com vislumbre do abrandamento da subida das taxas da Fed

Nasdaq foi o índice estrela de Wall Street. A justificar a subida das ações está a descida do ISM dos EUA para mínimos de mais de dois anos, que reforçou a narrativa de que a Fed está a ter sucesso no arrefecimento da economia, pelo que poderá abrandar o aperto da política monetária.
Comentários