Bolsa de Lisboa encerra no ‘verde’. BCP valoriza mais de 6%

As principais bolsas europeias também terminaram a sessão em terreno positivo. O DAX (Alemanha) cresceu 0,53%, IBEX 35 (Espanha) aumentou 0,61%, o CAC 40 (França) valorizou 0,75% e o FTSE 100 (Reino Unido) avançou 0,60%.

A Bolsa de Lisboa (PSI) encerrou a sessão desta quarta-feira mantendo-se em território positivo, a valorizar 1,84%, para os 5.999,86 pontos, com o BCP a liderar nos ganhos.

As ações do BCP avançaram 6,14% para 0,1505 euros, seguido da jerónimo Martins, a qual avançou 5,32% para os 22,58 euros. Em terceiro lugar ficou a Greenvolt, que valorizou 5,12% para os 8,83 euros.

No ‘vermelho’ ficaram apenas duas cotadas: a EDP Renováves, que recuou 0,74% para os 24,09 euros, seguida da NOS, que perdeu 0,64% para os 3,71.

As principais bolsas europeias também terminaram a sessão em terreno positivo. O DAX (Alemanha) cresceu 0,53%, IBEX 35 (Espanha) aumentou 0,61%, o CAC 40 (França) valorizou 0,75% e o FTSE 100 (Reino Unido) avançou 0,60%.

Ramiro Loureiro, analista de mercados no Millennium Investment Banking, diz o sentimento positivo europeu foi impulsionado pela valorização expressiva que se vive em Wall Street, com as contas empresariais a animar os investidores.

Quanto ao PSI, o analista destacou o “disparo superior a 6% do BCP e acima dos 5% da Greenvolt e J.Martins, que mostrou bons resultados, com crescimento de receitas acima do esperado”.

“Os investidores deixaram para segundo plano a revelação de que a confiança dos consumidores na Alemanha deverá voltar a descer em agosto e que o mercado imobiliário em solo norte-americano continua a dar sinais de fraqueza”, realçou ainda o analista.

O preço do barril de petróleo está a subir, com o brent a avançar 2,81% para os 101,73 dólares e o crude a subir 2,54% para os 97,39 dólares.

No mercado cambial, o euro está a ter uma valorização face ao dólar, com uma subida de 0,17%, para os 1,0131 dólares.

Atualizada às 16h52

Recomendadas

Wall Street fecha semana em alta com semicondutores a darem ímpeto

O sector tecnológico esteve em destaque, beneficiando da aposta dos investidores na recuperação dos fabricantes de semicondutores Nvidia e Micron e dos dados da inflação de julho, que afastam subidas mais fortes das taxas de juro em setembro.

Bolsa de Lisboa encerra sessão a perder mais de 1%

O BCP e a Galp estão a liderar as perdas na bolsa de Lisboa. Por outro lado a Greenvolt é a cotada com mais ganhos.

Wall Street abre no ‘verde’ em linha com congéneres europeias

O Nadaq sobe agora 0,54% para 12.848,50 pontos, o S&P 500 avança 0,51% para 12.848,50 pontos e o Dow Jones valoriza 0,47% para 33.492,84 pontos.
Comentários