Bolsa de Lisboa encerra sessão a perder mais de 1%

Entre as cotadas que mais perdem está a Semapa a recuar 7,67%para 13,72 euros, seguida da Altri a perder 4,44%

A bolsa de Lisboa encerrou sessão desta sexta-feira em terreno negativo, a perder 1,19% para 5.856,57 pontos, numa Europa onde apenas o índice alemão fechou a verde.

Entre as cotadas que mais perdem está a Semapa a recuar 7,67%para 13,72 euros, seguida da Altri a perder 4,44% para 5,38 euros e da EDP Renováveis a ceder 2,57% para 22,03 euros.

Por outro lado, os CTT valorizam 1,08% para 3,27% e a Galp Energia soma 2,55% para 12,07 euros.

Quanto às congéneres europeias, o alemão DAX ganha 0,27%, 0 espanhol IBEX 35 ficou a 0,00%, o francês CAC 40 perde 0,17% e o britânico FTSE 100 recua 0,03%.

Sobre o fecho dos mercados europeus, o analista de mercados do Millenium BCP, Ramiro Loureiro, destacou que “os principais índices de ações europeus encerraram na sua generalidade em baixa, com o alemão DAX a ser a exceção”.

A revelação de que os preços no produtor na zona Euro registaram a maior contração sequencial de sempre e a primeira contratação desde maio de 2020 e que a economia norte-americana gerou bastante mais emprego que o previsto em novembro até são bons indicadores para a economia, mas não geram otimismo nos investidores”, sublinhou.

O preço do barril está a desvalorizar, com o brent a perder 0,12% para 86,78 dólares e o crude a recuar 0,02% para 81,20 dólares.

No mercado cambial, o euro está a ter uma valorização de 0,05% face ao dólar para 1,0527 euros.

 

Recomendadas

Fed conseguiu o esperado milagre de agradar a Wall Street

No dia em que a Reserva Federal deu mostras de moderação no aumento das taxas de juro, o mercado de capitais respondeu pela positiva, como não podia deixar de ser – com o Nasdaq a comandar. Resta saber quanto tempo durará o momento.

EUA: Powell reconhece primeiros sinais de alívio na inflação, mas é “prematuro declarar vitória”

O presidente da Fed afastou cortes de juros este ano, embora admita que a inflação começa a dar sinais de abrandamento. O caminho ainda é longo e a ‘aterragem suave’ continua em cima da mesa, tal como uma taxa terminal abaixo de 5%.

EUA: Reserva Federal abranda ritmo de subida dos juros com mais 25 pontos base

O mercado já antecipava esta decisão, dado o abrandamento da inflação nos últimos meses, mas a mensagem da Fed tem sido agressiva, sinalizando que o processo está ainda longe de concluído.
Comentários