PSI inicia sessão no ‘vermelho’. Corticeira Amorim tomba mais de 6%

A Corticeira Amorim, que ontem anunciou lucros de 64,2 milhões de euros entre janeiro e setembro deste ano, cai 6,21% para 8,76 euros.

A bolsa de Lisboa iniciou a sessão desta terça-feira em terreno negativo, estando o PSI a cair 0,43% para 5.740,85 pontos às 08:10.

A Corticeira Amorim, que ontem anunciou lucros de 64,2 milhões de euros entre janeiro e setembro deste ano, cai 6,21% para 8,76 euros.

Porem, a dívida líquida no referido período foi de 114 milhões de euros, mais 65 milhões de euros do que nos mesmos meses de 2021 por causa das aquisições realizadas pela Corticeira Amorim.

“O aumento do preço de eletricidade, de algumas matérias-primas não cortiça, bem como dos custos com pessoal, continuaram a pressionar os resultados operacionais, agravados neste trimestre por uma menor alavancagem operacional face aos dois trimestres anteriores. O rácio EBITDA/vendas cifrou-se em 16,6%”, explicou a empresa liderada por António Rios Amorim.

No sector energético, a Galp cai 1,02% para 11,12 euros, a EDP perde 0,32% para 4,33 euros e a EDP Renováveis recua 0,57% para 21,07 euros.

Ainda em terreno negativo, o BCP cai 0,68% para 0,1450 euros e a Mota-Engil perde 0,48% para 1,236 euros.

No mercado petrolífero, o brent cai 0,41% para 97,52 dólares por barril e o crude perde 0,56% para 97,52 dólares.

Recomendadas

PremiumMercados somam e seguem

Índices acionistas encerram em alta em novembro, somando segundo ganho mensal consecutivo.

Wall Street encerra semana apenas com Dow Jones a negociar em terreno positivo

Ao final do dia em Wall Street, o Dow Jones soma 0,10% para 34.429,88 pontos, o S&P 500 perde 0,13% para 4.071,45 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 0,18% para 11.461,50 pontos. 

Euro regista ligeira valorização e segue acima de 1,05 dólares

Lisboa, 02 dez 2022 (Lusa) – O euro subiu hoje ligeiramente e mantinha-se a negociar acima de 1,05 dólares, após a divulgação de números melhores do que o previsto sobre a criação de emprego nos Estados Unidos.
Comentários